Sábado, 18 de Maio de 2024

Esporte Segunda-feira, 15 de Abril de 2024, 10:15 - A | A

15 de Abril de 2024, 10h:15 - A | A

Esporte / ESPORTE

Galo fará reclamação à CBF contra arbitragem prejudicial

Empate com o Corinthians foi marcado por erros do apito em jogo do Brasileiro



Reportagem:Pedro Souza/ Atlético

O empate entre Galo e Corinthians, por 0 a 0, na primeira rodada do Campeonato Brasileiro, ficou marcado por dois erros evidentes da arbitragem. O Atlético se sentiu prejudicado e irá fazer uma reclamação formal à CBF.

O maior campeonato do país não pode apresentar uma arbitragem como a que se viu em nosso jogo neste domingo. O Atlético exige um árbitro que cumpra as diretrizes apresentadas pela comissão de arbitragem para o Brasileirão e um VAR que se pronuncie diante de jogadas evidentemente violentas.

Na Neo Química Arena, o nosso meia-atacante Matías Zaracho teve o joelho e a coxa arranhados após uma entrada violenta do lateral Fágner, em claro lance de cartão vermelho direto, sendo que a CBF não publicou a análise do VAR na jogada. Por outro lado, o árbitro de vídeo checou uma disputa por espaço entre Yuri Alberto e Rodrigo Battaglia, na qual o árbitro Yuri Elino interpretou como falta do volante para o segundo cartão amarelo e expulsão nos acréscimos do primeiro tempo.

O futebol brasileiro precisa de mais respeito e preparo da sua arbitragem. Nesta segunda-feira, o empresário Rubens Menin, um dos acionistas da Galo SAF, se pronunciou em suas redes sociais sobre os erros que prejudicam a busca de um Campeonato Brasileiro como exemplo de torneio no futebol mundial.

“A gente tem tentado fazer do Campeonato Brasileiro uma vitrine, isso que vai sustentar o futebol brasileiro. Não vejo erros de arbitragem na Inglaterra, são raríssimos. Queremos transformar o Brasileiro no maior campeonato do mundo, e não podemos admitir esse tanto de erros de arbitragem que tivemos nessa primeira rodada. O time que é beneficiado não deveria achar bom, ele é ruim para todos. O futebol perde”, afirmou.

O jogo

A sensação foi de resultado positivo para o Galo, mediante o contexto da partida. O Atlético ficou no 0 a 0 com o Corinthians, neste domingo, pela 1ª rodada do Campeonato Brasileiro. Essa foi a análise do ídolo Hulk após o jogo. Ele enalteceu o 2º tempo no qual o time jogou com 10 atletas.

O volante Rodrigo Battaglia recebeu o cartão vermelho nos acréscimos da primeira etapa (segundo amarelo) de forma injusta na má atuação do árbitro Yuri Elino Cruz. O dono do apito ainda deixou de expulsar Fágner, que deu uma violenta solada na coxa de Zaracho.

“Jogar com um a menos no segundo tempo todo não é fácil. Enfrentar a torcida do Corinthians que, para mim, ao lado da torcida do Galo, são as duas maiores em termos de atmosfera e incentivo… Parabenizo nossos jogadores, nossa comissão, por ter inteligência de jogar com um a menos”, disse Hulk.

Não aconteceu gol na Neo Química Arena, mas o empate de 0 a 0 foi especial para o camisa 7 por outro motivo. Ele completou 186 partidas oficiais pelo Atlético, fazendo do clube o que mais defendeu na carreira, ao lado do FC Porto. Entretanto, as 186 vezes que Hulk jogou pelo Dragão também envolvem 15 amistoso.

Comente esta notícia

Rua Ivandelina Rosa Nazário (H-6), 97 - Setor Industrial - Centro - Alta Floresta - 78.580-000 - MT

(66) 3521-6406

[email protected]