Sábado, 18 de Maio de 2024

Economia Segunda-feira, 10 de Outubro de 2022, 16:35 - A | A

10 de Outubro de 2022, 16h:35 - A | A

Economia / Sem burocracia

Nova plataforma da Jucemat permite abertura de empresas em poucos minutos

Antes, o atendimento era manual, presencial e demorava-se até três meses para o empreendimento ser legalizado



Nathânia Ortega e Greyce Lima | Sedec/Secom-MT

Em menos de dez minutos, a contadora Josineide de Castro, 36 anos,  realizou o sonho de abrir a própria empresa, a “Aurea Contábil Ltda”. Moradora de Várzea Grande, ela não precisou sair de casa e fez todo o processo pela internet mesmo, na plataforma “Empresa Instantânea”, da Junta Comercial de Mato Grosso (Jucemat), ligada à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec-MT).

A plataforma digital da Jucemat permite a abertura de novas empresas de forma rápida, segura e sem burocracia. Anteriormente, quem desejava abrir o próprio negócio enfrentava atendimento manual e presencial, que poderia durar até cerca de três meses.

A facilidade em formalizar a empresa de contabilidade pela Jucemat motivou a empresária. Após o cadastro, recebeu o registro de todos os documentos fornecidos pela Junta Comercial, CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas), as licenças tributárias, a declaração de licenciamento e a confirmação de inscrição.

Josineide foi uma das pioneiras a se cadastrar na Empresa Instantânea e recorda como era burocrático fazer esse serviço antes da plataforma. ‘‘Eu peguei uma época quando os cadastros eram feitos de forma manual. Ou seja, os contratos eram levados aos cartórios, para reconhecimento de firma e, posteriormente, protocolados na Junta Comercial. Se por algum motivo, o processo voltasse com alguma exigência e fosse preciso alterar algo do contrato social, você tinha que refazê-lo e levar o cliente novamente para assinar no cartório para reconhecimento de firma", recorda.

Ela ainda acrescenta que fora o trâmite, que não era integrado, após a Junta Comercial, a Receita analisava e gerava o CNPJ. "Posteriormente, tínhamos que iniciar novo processo junto à Secretaria de Fazenda, para os clientes que necessitavam de inscrição estadual, e, em seguida, junto à Prefeitura, para conseguir o alvará de localização e funcionamento. Tudo de forma manual e presencial. Por isso, é possível imaginar a dificuldade e demora como era para abrir uma empresa”, conta ela.

Durante a carreira, Josineide de Castro já teve oportunidades de participar de eventos junto com a equipe da Junta Comercial, na cidade de Cáceres, onde pode relatar sua experiência ao utilizar a ferramenta Empresa Instantânea. 

“Fiquei muito empolgada com o convite e muito feliz em participar deste momento de mudanças significativas na Junta Comercial. Quando comecei, era tudo manual, por isso, estou adorando poder contribuir. Minha experiência, com o registro online pela plataforma digital foi gratificante, visto que todo o procedimento ocorreu de forma fácil e intuitiva, diferente de como era antes. Não tem muito segredo, a plataforma é muito simples. Acredito que os empreendedores conseguirão fazê-lo facilmente”.

O presidente da Jucemat, Manoel Lourenço de Amorim, explica que Várzea Grande foi  o primeiro município a implantar a nova plataforma. Lançada em julho, o “Empresa Instantânea” já está à disposição da população. “Os empresários, empreendedores e pessoas jurídicas, que desejarem  registrar e legalizar empresas podem entrar diretamente no site da Jucemat e iniciar o processo. Ao todo, já são 15 empresas abertas no município com a nova ferramenta", explica.  

Como funciona?

A Junta Comercial de Mato Grosso (Jucemat), por meio da Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (RedeSim), executa programa digital que simplifica processo de registro e abertura de empresas.

O procedimento possibilita aos empresários e empreendedores inserir dados e documentos, sem a necessidade de percorrer diversos órgãos. Os interessados na abertura de empresas podem se cadastrar no site da Jucemat e do Governo. Após a solicitação, terá os documentos fornecidos pela Junta Comercial, o CNPJ, as licenças tributárias, a declaração de licenciamento e a confirmação de inscrição.

Comente esta notícia

Rua Ivandelina Rosa Nazário (H-6), 97 - Setor Industrial - Centro - Alta Floresta - 78.580-000 - MT

(66) 3521-6406

[email protected]