Sexta-feira, 21 de Junho de 2024

Esporte Segunda-feira, 16 de Fevereiro de 2015, 00:00 - A | A

16 de Fevereiro de 2015, 00h:00 - A | A

Esporte /

Governo de Mato Grosso não sabe o que fazer com a Arena Pantanal



Governador Pedro Taques não definiu quem irá gerenciar o estádio sede da Copa do Mundo

Construída por R$ 626 milhões, o futuro da Arena Pantanal ainda é uma incógnita para o governo de Mato Grosso, gestora do principal palco esportivo de Mato Grosso. Com a licitação à iniciativa privada suspensa, o governador Pedro Taques afirmou que o estado não tem capacidade para gerenciar o local. O último governador, Silval Barbosa, deixou o processo de concessão em andamento, com estudos da viabilidade financeira do estádio, que tem custo mensal de manutenção estimados em R$ 800 mil, segundo o governo.

- Não temos uma equipe técnica especializada para gerenciar a Arena Pantanal. É preciso um corpo técnico para mantê-la ativa. Já recebemos profissionais que estão à frente do Maracanã, Castelão, entre outros, que mantiveram contato com nossa equipe. Precisamos ver como está sendo feito em outras arenas do país. Ainda não estamos com capacidade para isso - disse Taques.

Audiências públicas devem ser realizadas para que o governo decida o que fazer com o estádio: se retoma o processo de concessão ou a institui uma equipe especializada para gerir o local, que recebeu quatro jogos na Copa do Mundo.

Atualmente sob a responsabilidade da Federação Mato-grossense de Futebol e sendo utilizada para a disputa do Campeonato Mato-grossense, a Arena Pantanal foi construída para ser um espaço multiuso, denominação que o governo afirma ser essencial para a viabilidade financeira do local.

- Temos que agendar shows nacionais e internacionais. Sabemos que somente o futebol não será suficiente. Movimentar ela será essencial, sem contar que temos que trazer grandes jogos nacionais como já vinha sendo feito.

No mês passado, o estádio chegou a ficar interditado para reparos emergenciais em áreas elétricas e hidráulicas. Áreas internas estão ficando alagadas neste período de chuvas. Ao fim do Campeonato Mato-grossense em maio, a empresa Mendes Júnior, responsável pela obra, deve voltar ao local para terminar e entregar oficialmente o estádio ao estado, coisa que ainda não foi feita.

O entorno da Arena Pantanal tem sido usado para a prática de esportes como patins, skate, bicicleta, caminhada, entre outras. Nos finais de de semana, o local tem lotado Pelo projeto, deveria contemplar restaurantes, chopperias e bares, mas as obras ainda não foram finalizadas. A ideia do novo governo é revitalizar o espaço.

- Estive lá e vi como a população abraçou bem o espaço. Empresários já entraram em contato conosco para parcerias ali e nossa meta é revitalizar todo o local. A secretaria já está com um estudo para viabilizar isso. Devemos apresentar o modelo nos próximos dias.

 

Comente esta notícia

Rua Ivandelina Rosa Nazário (H-6), 97 - Setor Industrial - Centro - Alta Floresta - 78.580-000 - MT

(66) 3521-6406

[email protected]