Domingo, 19 de Maio de 2024

Política Sexta-feira, 16 de Setembro de 2022, 08:26 - A | A

16 de Setembro de 2022, 08h:26 - A | A

Política / Eleições 2022

Neri se vitimiza e denúncia Fagundes de favorecimento com verbas da Assembleia Legislativa de Mato Grosso

Veículos de comunicação ligadas a família de Fagundes, estariam faturando cerca de R$ 1 milhão com a prestação de serviços para o parlamento estadual



Reportagem/ Mato Grosso do Norte

Candidato ao Senado Federal, o deputado federal Neri Geller (PP), definiu como estratégia na reta final da campanha, intensificar   as críticas e endurecer o discurso contra seu principal concorrente, senador Wellington Fagundes (PL) que busca a reeleição.

Nesta quinta-feira, Neri, no debate com candidatos ao Senado na TV Vila Real em Cuiabá,  disse que recebeu informações que veículos de comunicação ligadas a família de Fagundes, estariam faturando cerca de R$ 1 milhão com a prestação de serviços para o parlamento estadual e exigiu respostas do oponente e da Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

O parlamentar também disse que oficializou um requerimento pedindo informações detalhadas sobre os contratos que estariam beneficiando irregularmente a família de seu oponente. “Essa denúncia chegou através de profissionais da imprensa e informações de bastidores. Ela é muito segura. Eu fiz um requerimento para saber disso”, disse.

Vítima- O candidato, na mesma oportunidade, também  afirmou ter sido vítima de uma grande armação arquitetada por influência de seu adversário, Wellington Fagundes sobre a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que cassou seu mandato às vésperas das eleições.

Disse que “forças escusas” fizeram que o processo fosse movimentado durante o processo eleitoral. “Foi para pauta e fui julgado porque teve influência para ir para pauta. A forma foi conduzida de forma com que os juízes foram induzidos ao erro. Não tenho dúvida que essa influência foi dos meus adversários. Foi um jogo sim dele [Fagundes]”, disse.

Neri, no entanto, afirmou que saiu fortalecido deste processo. “Eu sai muito fortalecido porque fui vítima de uma armação.  Meu processo estava parado há dois anos, minhas contas foram aprovadas e fui inocentado pela Justiça Eleitoral. E a toque de caixa, fui julgado e condenado”, disse.

Comente esta notícia

Rua Ivandelina Rosa Nazário (H-6), 97 - Setor Industrial - Centro - Alta Floresta - 78.580-000 - MT

(66) 3521-6406

[email protected]