Quarta-feira, 19 de Junho de 2024

Carros Sexta-feira, 24 de Maio de 2024, 17:39 - A | A

24 de Maio de 2024, 17h:39 - A | A

Carros / FORD F-150

Luxo em estado bruto

A F-150 Platinum é parte fundamental na estratégia de refinar a imagem da Ford no Brasil



por Eduardo Rocha
Auto Press

Quando decidiu parar de produzir no Brasil, a Ford assumiu a missão de mudar a imagem, para tentar ser vista como uma marca mais sofisticada – não tão requintada quanto as marcas de luxo, mas acima das generalistas. Nesse sentido, parou de se ocupar de segmentos de maior volume para buscar os nichos mais altos, onde o dinheiro é mais grosso. Um sintoma disso é o atual portfólio da Ford no país: o carro mais barato é o SUV médio Territory, que custa a partir de R$ 209.990. Nesse contexto, passou a importar para o Brasil a picape grande F-150, o modelo mais emblemático da fabricante. Respeitando o novo posicionamento, só são trazidas as configurações de alta gama: a Lariat e a versão avaliada, a top Titanium.                

A Lariat é uma versão com preço inicial de R$ 519.990 – R$ 40 mil a mais que a Lariat. Mesmo nos Estados Unidos, há apenas uma versão mais cara, que é a Raptor, com equipamentos para o off-road extremo. Mas em relação a luxo e requinte, a configuração trazida para o Brasil é o máximo. E é bastante lógico que assim seja. A F-150 tem estrutura para receber equipamentos de luxo e tecnologia e acomodar os passageiros com espaço digno de uma limusine. Ela mede nada menos que 5,88 metros de comprimento, com 1,96 m de altura e 2,09 m de largura, com entre-eixos de 3,69 m.                

Na parte de tecnologia, a F-150 foi o primeiro modelo da marca no Brasil a oferecer o sistema Sync 4, com tela de 12 polegadas. Ela tem ainda câmera 360º e recursos ADAS como frenagem automática de emergência com detecção de pedestres, farol alto automático, detecção de tráfego nas conversões à esquerda com acionamento de freios se necessário, estacionamento semiautomático para estacionamento paralelo ou perpendicular, controle automático em descidas, anticapotamento e de estabilidade e tração, controle de cruzeiro adaptativo, monitoramento de ponto cego, assistente de manobras evasivas (que induz o movimento correto no volante para evitar um acidente) e sistema de manutenção de faixa de rolagem.                

Por dentro, os revestimentos são em couro de dois tons com pespontos e as guarnições trazem detalhes em metal acetinado, plásticos macios e superfícies em preto brilhante. Toda a largura do modelo é bem aproveitada. O apoio de braços entre os bancos dianteiros, que oculta um compartimento de 55 litros, e a segunda fileira transportar três adultos com absoluto conforto ‑ sob o assento traseiro há um compartimento de 105 litros com chave. A alavanca de câmbio é rebatível, para aproveitar melhor o espaço entre os bancos, sendo que a Platinum traz uma bandeja desdobrável que forma uma pequena mesa, com aproximadamente 40 cm X 80 cm.                

Outros dois diferenciais da versão de topo são o estribo retrátil elétrico e o sistema de som da B&O, com 18 alto-falantes, amplificador e subwoofer. O ajuste da posição do motorista é feito eletricamente para bancos, pedais e volante. Os bancos dianteiros têm e ventilação e todos os assentos têm aquecimento. O painel é totalmente digital e assume uma paleta de cores dependendo do modo de condução escolhido – são oito: Normal, Eco, Esportivo, Escorregadio, Neve/Areia, Lama/Terra, Rocha e Reboque.                

Sob o enorme capô, a F-150 traz o motor Coyote V8 aspirado com 5.0 litros, que rende 405 cv e 56,7 kgfm, da mesma família do usado Mustang. O câmbio automático também é o mesmo do esportivo e também do furgão Transit, com 10 marchas. O modelo conta com quatro tipos de tração: 4X2 traseiro, AWD on-demand, 4X4 high, 4X4 reduzida, com bloqueio eletrônico do diferencial traseiro. Por fora, a F-150 impressiona tanto pelo porte quanto pela modernidade. A frente é chapada, o capô tem vincos bem marcados e praticamente cada versão do modelo tem uma grade com variação de desenho específica – são oito diferentes. As rodas são de liga-leve com 20 polegadas –em cromado na Platinum – e calçam pneus AT 275/65 R20. O conjunto óptico em led tem duas alturas e conta com farol alto automático e iluminação em curvas.                

Apesar dos 75 anos de história e um currículo que inclui mais de 40 milhões de unidades vendidas no mundo todo, novo posicionamento da Ford gera poucas vendas no Brasil. Neste ano, até final de abril, foram 154 unidades. São volumes muito inferiores aos modelos da RAM que atuam no segmento, que em 2024 tiveram 1.398 emplacamentos, ou nove vezes mais. Esses números não surpreendem. Afinal, quando a Ford decidiu mudar de imagem sabia que se trata de um processo lento, ainda mais em relação a uma marca que produziu no país mais de seis décadas.  

Ponto a ponto

Desempenho – O motor V8 5.0 com 405 cv e 56,7 kgfm aspirado tem força e potência suficientes para animar com facilidade as 2,5 toneladas da F-150. Trata-se de um motor aspirado, com muito torque já em baixas rotações e potência de sobra para promover ganhos de velocidade vigorosos – a aceleração de zero a 100 km/h é feita em 7,1 segundos. No ambiente rodoviário, a picape fica bem à vontade e o câmbio trabalha de forma suave. Já em áreas urbanas, a picape se comporta como uma fera enjaulada, com reações bruscas, que exige especial atenção nas movimentações em espaços apertados. Nota 8.

Estabilidade – A F-150 traz todas as ajudas eletrônicas possíveis para uma picape tecnológica, mas também conta com ajustes de suspensão bem-feitos, que controlam com precisão a carroceria – até porque a carga máxima, de apenas 681 kg, não exige um espectro de funcionamento muito extenso. O volante, que é excessivamente grande, oferece boa comunicação com as rodas e tem muita precisão. Ela tem rodagem suave e enfrenta bem trechos sinuosos. Nota 7.

Interatividade – A F-150 impressiona pelo recheio tecnológico, encabeçado pela central multimídia Sync 4, que traz conexão sem cabo com o aplicativo Android Auto ou Apple CarPlay telas de 12 polegadas, tanto para a central quanto para o painel de instrumentos. O modelo oferece todo arsenal de recursos ADAS conhecido e ainda câmera 360º, sensores de luz e chuva, câmera específica para reboque, ajustes elétricos de banco, volante e pedais, todos os assentos com aquecimento e os dianteiros com ventilação, mesa dobrável no apoio de braços dianteiro, entre diversos outros confortos. Nota 10.

Consumo –No Programa Brasileiro de Etiquetagem, do InMetro, a F-150 Titanium FX4 recebeu as notas E, tanto do geral quanto no segmento. A entidade aferiu um consumo de 6,3 km/l na cidade e 8,6 km/l na estrada. São números ruins, mas justificáveis pelas dimensões do modelo. Não à toa, o modelo tem um tanque de combustível para 136 litros. Nota 4.

Conforto – O habitáculo da F-150 é uma confortável sala de estar, com espaço e itens de conforto para todos os ocupantes. Os bancos mais parecem poltronas, há um generoso espaço para todos os ocupantes, a suspensão oferece conforto e ótimo controle da carroceria, o que reduz os efeitos das rolagens nas curvas, e boa filtragem das irregularidades. O isolamento acústico é extremamente eficiente. Nota 9.

Tecnologia –A F-150 traz um verdadeiro arsenal de tecnologia, tanto voltado ao conforto quanto ao desempenho e segurança. A picape tem todos os recursos ADAS disponíveis, o sistema multimídia mais moderno disponível na marca, conectividade através do FordPass, motor moderno e robusto, sistema de tração moderno, oito modos de condução, etc. Ou seja: é o ponto alto em tecnologia da linha de produtos da Ford no mundo. Nota 9.

Habitabilidade – Há uma profusão de nichos e porta-trecos na cabine para guarda tudo. Por exemplo: são 55 litros sob o apoio de braços e 115 litros sob o banco traseiro. A capacidade de carga e o espaço interno e o acabamento fazem da F-150 um carro de ótimo convívio. A única coisa inconveniente seria o acesso, pois é uma picape muito alta, mas isso é resolvido pelos estribos com acionamento elétrico. Nota 9.

Acabamento – Os revestimentos de alta qualidade e todos os detalhes dão um bom aspecto requintado ao interior da F-150. É agradável e transmite luxo, por conta da estética das guarnições e pelo revestimento em couro em dois tons pespontado. O painel digital e a tela da central multimídia exaltam a imagem de tecnologia do modelo. Mesmo os acabamentos em plástico rígido têm textura agradável e ainda dão uma ideia de robustez. Nota 9.

Design – A F-150 é um carro de grande volume de vendas. Daí a Ford não abusar da ousadia no visual. As linhas da picape destacam a robustez pela linha retas e imponentes, e a tecnologia, principalmente pelos conjuntos óticos bem destacados – ainda mais na versão Platinum, que traz adornos cromados por todos os lados. Nota 8.

Custo/benefício – Este conceito de custo/benefício não é muito aplicável nesse segmento de picapes grandes de luxo, que é impulsionado muito mais pelo fetiche dos consumidores de bolsos polpudos. Os valores ficam sempre em torno de R$ 500 mil, tanto da Ford F-150, quanto pelas RAM 1500, 2500 e 3500 e também Chevrolet Silverado. Todos oferecem recursos e capacidades semelhantes. Nota 7.

Total – A Ford F-150 Titanium somou 80 pontos de 100 possíveis.  

Primeiras impressões

Uma picape superlativa                

A F-150 não é para qualquer um. Não se trata só do preço, embora o valor seja um poderoso critério de seleção. O importante nesse caso é que a picape da Ford só fica à vontade em espaços amplos, seja nas rodovias, seja no campo. Na cidade, ela fica enjaulada, com potência e movimentos contidos e incapaz de fazer valer toda sua exuberância. Já no ambiente rodoviário, a F-150 se sai muito bem. Não há qualquer flutuação nas retas, mesmo em velocidades mais altas. Nas curvas, a neutralidade se mantém, com rolagens laterais muito discretas, apesar das especificações de caminhão da suspensão traseira, com barra de torção e feixe de molas.                

O ponto mais impressionante na versão Platinum é a combinação de conforto e requinte. Tudo é grandioso e extravagante, com revestimentos sofisticados e ajustes elétricos para bancos, volante e até a altura dos pedais. O enorme console frontal traz duas telas de 12 polegadas: a do cluster de instrumentos e a da central multimídia. Entre os bancos dianteiros, o apoio de braços com 40 cm de largura e que se desdobra para formar uma mesa de 80 cm de comprimento, ideal para o exercício da típica glutonaria estadunidense. Os espaços em qualquer um dos cincos lugares é extremamente generoso em todas as dimensões.                

O conforto e equilíbrio do modelo são animados por uma reação furiosa do enorme motor de 5.0 V8, com 405 cv e 56,7 kgfm sempre que provocado. Seja nas arrancadas, seja nas retomadas, a resposta tem uma força bastante impressionante para um propulsor aspirado. Mas a F-150 não instiga a exploração dos limites esportivos. A suavidade de rodagem, o silêncio e o conforto, reforçados por inúmeros recursos tecnológicos. promovem uma interação mais tranquila e contemplativa. Acaba sendo um carro de passeio, no sentido estrito da expressão.  

Ficha técnica

Ford F-150 Titanium

Motor: Gasolina, dianteiro, longitudinal, 5.037 cm³, oito cilindros em V, aspirado, comando duplo no cabeçote e 32 válvulas com abertura variável. Injeção direta e indireta e acelerador eletrônico.

Transmissão: Câmbio automático com 10 marchas à frente e uma a ré. Tração 4X2, 4X4, AWD automática e 4X4 reduzida. Oferece controle de tração e bloqueio eletrônico do diferencial traseiro.

Aceleração 0-100 km/h: 7,1 segundos

Velocidade máxima: 180 km/h.

Potência máxima: 405 cv a 6 mil rpm.

Torque máximo: 56,7 kgfm a 4.250 rpm.

Diâmetro e curso: 93 mm X 92,7 mm.

Taxa de compressão: 12,0:1.

Suspensão: Dianteira independente com braços sobrepostos e molas helicoidais. Traseira com eixo rígido com feixes de molas semielípticas. Oferece controle eletrônico de estabilidade.

Álbum de fotos

Comente esta notícia

Rua Ivandelina Rosa Nazário (H-6), 97 - Setor Industrial - Centro - Alta Floresta - 78.580-000 - MT

(66) 3521-6406

[email protected]