Domingo, 23 de Junho de 2024

Política Quarta-feira, 28 de Janeiro de 2015, 00:00 - A | A

28 de Janeiro de 2015, 00h:00 - A | A

Política /



Reportagem MT Norte

vereador Elias Benvindo (PMDB) afirmou  que vê com indignação as fortes imagens  da inundação provocada pelo Lago da Usina Hidrelétrica Teles Pires, que está causando a morte de animais silvestres, além de diversas outras agressões ao Meio Ambiente.

Conforme ele, a empresa responsável pela usina hidrelétrica, também preferiu deixar a madeira embaixo da água do lago da usina,  de que aproveitá-la. “Se a CHTP não precisa da madeira deveria ter doado para não deixar se perder. E existe estudo que comprovam que a madeira e as folhas, ao apodrecer dentro da água, emitem gás carbônico, o que causa danos à camada de ozônio e vai matar ainda, uma grande quantidade de peixes”, prevê Elias. “A madeira que vai apodrecer e prejudicar o Meio Ambiente, deveria ser usada para a construção de casas populares em Paranaíta. O déficit habitacional do município cresceu com as obras das usinas”, completa.

O vereador disse que há vídeos amadores que mostram  macacos desesperados no alto de árvores da área alagada, sem ter para onde ir. Animais como pacas, veados, antas, onças e muitas outras espécies, muitos já mortos e outros machucados.

“Falam–se tanto na preservação da Amazônia e o que a CHTP fez é uma grande falta de respeito com a natureza. Não podemos nos calar diante deste desmando, desse crime ambiental. O mundo tem que saber o que está acontecendo em Paranaíta”, protesta o vereador.

Por outro lado, Elias afirma que a UHE Teles Pires não está cumprindo com o que prometeu ao município de Paranaíta.

“O Fest Praia, que é um evento importante para o município, esse ano certamente não vai ter. Até agora só ouvimos promessa que vai se construir  o novo local para abrigar o festival, mas até agora ninguém viu acontecer. O aterro sanitário, as obras estão paralisadas. A pavimentação asfaltica entre Paranaíta e Alta Floresta, a cada dia está se danificando, derretendo como se fosse um sonrisal. A empresa está deixando a desejar com o município de Paranaíta. Os diretores da usina não respondem sequer os ofícios que nós  os enviamos  cobrando explicações. É um verdadeiro descaso o que está acontecendo”, reitera o parlamentar.

Ele observa que daqui há alguns meses a CHTP vai começar a faturar vendendo energia elétrica, enquanto o município vai ficar apenas com o ônus dos estragos que estão ficando para trás. “Sabemos que a Usina é uma obra importante. O que questionamos é a falta de comprometimento da CHTP, principalmente com relação ao fechamento do lago, que provocou esta catástrofe ambiental”, dispara.

O vereador teceu críticas também ao secretário municipal de Meio Ambiente de Paranaíta, que, conforme ele, não tomou conhecimento do que está acontecendo. “Quanto animais estão mortos dentro do lago, que não foram socorridos? A usina colocou apenas alguns barcos para socorrer os animais, mas os mesmos não conseguiram fazer o salvamento porque eram poucos. O secretário de Meio Ambiente de Paranaíta merece um puxão de orelha. Está deixando a desejar. Temos que convocar os diretores da usina e mostrar as imagens dos animais morrendo. Queremos saber qual a explicação que eles tem a dar para a população. Temos que acionar os órgãos ambientais para a CHTP explicar quantos macacos, quantas pacas, quantas onças morreram afogadas nas águas do rio Teles Pires”, protesta Elias.

Comente esta notícia

Rua Ivandelina Rosa Nazário (H-6), 97 - Setor Industrial - Centro - Alta Floresta - 78.580-000 - MT

(66) 3521-6406

[email protected]