Quarta-feira, 17 de Julho de 2024

Política Quarta-feira, 12 de Junho de 2024, 08:20 - A | A

12 de Junho de 2024, 08h:20 - A | A

Política / Alta Floresta

Interventor da CDL suspende eleição

A eleição para eleger a nova diretoria da CDL em Alta Floresta foi cancelada pelo presidente da Junta Governativa, Ozair Bezerra, através de ato resolutório



José Vieira
Mato Grosso do Norte

A eleição para a escolha de novos diretores para a CDL - Câmara de Dirigentes Lojistas - de Alta Floresta, que estava marcada para acontecer na quinta-feira, 13 de junho, foi suspensa. A decisão foi divulgada nesta terça-feira, 11, em um ato Resolutório assinado pelo interventor, que está na presidência da Junta Governativa, Ozair Nunes Bezerra, com data de segunda-feira, 10.
No documento, Ozair diz que a decisão conta com anuência do presidente da FCDL [Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas], David Pintor. Segundo expressa no Ato Resolutório, ele afirma que a única chapa que concorre para as eleições não preencheu os requisitos exigidos. E que também não sanou as irregularidades apontadas.
“Considerando a ausência de chapas concorrentes às eleições da CDL Alta Floresta, haja vista que a única chapa candidata (encabeçada pelo associado Alex Fabiano Cavalheiro) não preencheu todos os requisitos que o Estatuto da CDL Alta Floresta exige, bem como não sanou as irregularidades apontadas dentro do prazo estatutário, tendo assim indeferida sua inscrição”, diz trecho do documento.
Na sequência, o documento relata que a “Junta Governativa resolve: 1. Cancelar a Assembleia Geral para a eleição da diretoria e Conselho da CDL Alta Floresta, marcada para 13 de junho”.
2. “Nova data para a Assembleia Geral de Eleição será definida pela Junta Governativa. Ainda: o Presidente da Junta Governativa determina a imediata publicação desse Ato Resolutório para ciência de todos os associados e interessados, bem como, ratifica que a presente Junta continuará exercendo os trabalhos que lhes são competentes”.

O associado Alex Fabiano Cavalheiro afirmou à Mato Grosso do Norte que iria protocolar uma defesa na tarde desta terça-feira, 11, porque a chapa encabeçada por ele para disputar a eleição, cumpriu, sim, todos os requisitos.
Quem também protestou contra a decisão foi o associado Francisco Militão. Segundo ele, pelas regras da CDL não poderia ser cancelada a eleição, mas sim levar a discussão para a Assembleia Geral e sanar todas as dúvidas, pois a assembleia seria soberana para resolver a questão.
“Ainda acredito que se prevaleça o bom senso, a verdade e as regras estatutárias, e eles farão a eleição no dia 13, conforme o edital”, disse Militão.

Comente esta notícia

Rua Ivandelina Rosa Nazário (H-6), 97 - Setor Industrial - Centro - Alta Floresta - 78.580-000 - MT

(66) 3521-6406

[email protected]