Quinta-feira, 23 de Maio de 2024

Política Terça-feira, 01 de Novembro de 2022, 08:24 - A | A

01 de Novembro de 2022, 08h:24 - A | A

Política / Após a eleição

Lula vai cuidar de todos os brasileiros", afirma governador de MT

Vamos fazer isso em alto nível. Tenho certeza que o Lula estará lá para cuidar de todos os brasileiros, independente de quem votou nele ou não



Por g1 MT e TV Centro América

O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (União Brasil), afirmou, na segunda-feira (31), que o candidato eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à presidência da República irá "cuidar de todos os brasileiros" e que pretende fazer o mesmo no estado. Segundo Mendes, o relacionamento com o novo governo continuará sendo feito, como nos últimos três anos e dez meses, e que Lula trabalhará para todos os cidadãos, mesmo aqueles que não o apoiaram.  No domingo (30), Lula foi eleito com 50,90% (60,3 milhões de votos).

Bolsonaro teve 49,10% (58,2 milhões de votos). Desde que as eleições presidenciais livres foram retomadas, em 1989, essa é a menor diferença tanto em termos percentuais quanto em números absolutos (2,1 milhões de votos a mais para o ganhador). Ao superar a marca de 60 milhões de votos,  Lula tornou-se o presidente eleito mais votado da história. 

Manifestações   Em relação aos bloqueios nas rodovias federais e estaduais no estado realizado por bolsonaristas que não aceitaram o resultados das urnas e que ocorre deste a noite de domingo (30), Mendes explicou que o governo acompanha a situação. "Hoje estamos mapeando em todo o estado esses pontos e alguns diálogos locais estão acontecendo.

Quando se trata de rodovia estadual, nós vamos, sim, cooperar com a Polícia Rodoviária Federal para que haja diálogo com essas pessoas que estão protestando", disse.  A Polícia Rodoviária Federal contabiliza 16 bloqueios em estradas federais em andamento e 6.400 participantes nas estradas federais – entre elas, BR-163, BR-364, BR-157, BR-070 e BR-174.

A Concessionária Rota Oeste acompanha nove pontos interditados em  Sinop, Lucas do Rio Verde, Nova Mutum, Várzea Grande, Sorriso e Cuiabá.  Segundo Mendes, o protesto causa efeitos econômicos para a própria sociedade e, por isso, questiona sua realização. "O direito de ir e vir é sagrado na nossa Constituição.

 Um bloqueio de alguns dias pode causar a falta de leite, remédio e combustível. Com issom pode gerar um prejuízo gigantesco. Então, não é muito inteligente e sensato você fazer um protesto que cause danos para você e a sua cidade", ressaltou.

O governador espera que os bloqueios se dissipem nos próximos dias. "Eu tenho certeza que boa parte [dos bloqueios] vão se desfazer naturalmente sem que haja nenhum tipo de dano maior à sociedade e nem a necessidade de usar qualquer medida judicial ou até mesmo as forças de segurança", disse.    

Comente esta notícia

Rua Ivandelina Rosa Nazário (H-6), 97 - Setor Industrial - Centro - Alta Floresta - 78.580-000 - MT

(66) 3521-6406

[email protected]