Quinta-feira, 20 de Junho de 2024

Atualidades Sexta-feira, 10 de Junho de 2022, 08:37 - A | A

10 de Junho de 2022, 08h:37 - A | A

Atualidades / Maus tratos aos animais

Presidente de Associação alerta população a se conscientizar para evitar punições

Com apoio do Ministério Público e da Polícia Militar, Associação Amamos Animais intensifica trabalho e quem for surpreendido em situação de maus tratos à animais, pode ser multado e até mesmo preso



José Vieira
Mato Grosso do Norte

Em Alta Floresta, graças ao trabalho da Associação Amamos os Animais, em parceria com a Polícia Militar e apoio do Ministério Público Estadual, está havendo punição rigorosa contra autores de maus tratos aos animais, principalmente os domésticos, gatos e cães.
A presidente da Associação Amamos Animais, Leir Ribeiro, em entrevista ao jornal Mato Grosso do Norte, faz uma alerta para as pessoas procurar se informar para saber o que realmente são atitudes que se configuram como maus tratos aos animais.
Segundo ela, com o planejamento de trabalho organizado pela Associação, junto com a Polícia e o Ministério Público, quem cometer este tipo de crime estará sujeito a ser preso, como já aconteceu recentemente, além de pagamento de multa.
“Chegamos no limite e a Associação não está brincando. Com esta parceria, as pessoas tem que ficarem atentas, pesquisar e procurar saber o que são os maus tratos, porque o delegado está agindo com rigor junto com a gente”, explica.

O valor da multa será de acordo com a situação encontrada, além da prisão. Tem que ficar atento porque o trabalho é sério e a meta é acabar com maus tratos aos animais na cidade


A direção da Associação também esteve reunida com o Promotor de Justiça de Alta Floresta. Conforme Leir, o MPE está apoiando o trabalho da Associação, visando o bem estar e proteção aos animais.
Maus tratos não é só bater ou tratar os animais com violência. “Fiquem espertos com os animais presos em ambientes inadequados!”, avisa Leir.
“O valor da multa será de acordo com a situação encontrada, além da prisão. Tem que ficar atento porque o trabalho é sério e a meta é acabar com maus tratos aos animais na cidade”, acrescenta.
Se houver animais em situação de maus tratos e caso haja denúncia, a Polícia Militar irá junto com a Associação para constatar a veracidade. Caso seja verdade, além de ser multado, o responsável pelo animal pode ser até preso.

Trabalho - A presidente da entidade faz questão de esclarecer que a Associação está trabalhando de forma ostensiva para proteger e cuidar da segurança dos animais. Conforme ela, segue sendo desenvolvida a campanha de castração com a finalidade de diminuir a quantidade de animais de rua.
Em 2021 foram feitas 404 castrações em gatos e 303 em cachorros. Os números deste ano ainda não foram divulgados e a prestação de contas será feita na Assembleia do próximo ano. “Ainda está de forma lenta porque só são dois veterinários credenciados e ambos têm que conciliar as atividades de seus clientes particulares com as demandas da Associação”, explica.

Comente esta notícia

Rua Ivandelina Rosa Nazário (H-6), 97 - Setor Industrial - Centro - Alta Floresta - 78.580-000 - MT

(66) 3521-6406

[email protected]