Quinta-feira, 20 de Junho de 2024

Carros Sábado, 27 de Janeiro de 2024, 11:03 - A | A

27 de Janeiro de 2024, 11h:03 - A | A

Carros / Honda City sedã e hatch

Reforma de base

A Honda lança novas versões de entrada do City e acrescenta a EX ao hatchback



por Daniel Dias

AutoMotrix  

A Honda está ampliando a oferta do City, tanto na configuração sedã – a precursora do modelo lançado no Brasil em 2009 e atualmente produzido em Itirapina (SP) – quanto na hatch – surgida em 2022. Enquanto a gama da primeira é reforçada pela versão LX, com preço de R$ 115.300, a segunda ganha de uma só vez duas novas variantes, a LX e a EX, a R$ 113.600 e R$ 120.100, respectivamente. As duas LX passam a ser a porta de entrada do City no Brasil.

A família do compacto é complementada pelos sedãs EX (R$ 121.700), EXL (R$ 131.200) e Touring (R$ 140.500) e pelo hatches EXL (R$ 129.100) e Touring (R$ 138 mil). No ano passado, o City ocupou a trigésima terceira e a trigésima quarta posições nas vendas dos carros de passeio no país, com o sedã com 11.842 emplacamentos e o hatch com 10.801.

Todas as versões do City são equipadas com o motor 1.5 DOHC i-VTEC de 16 válvulas com injeção direta e dois comandos de válvulas no cabeçote – um para as oito válvulas de escape e outro para as oito de admissão.

O propulsor aspirado rende até 126 cavalos de potência e 15,5 kgfm de torque, sempre associado ao câmbio tipo CVT com 7 marchas simuladas. O sistema i-VTEC tem um came (ressalto) especial para priorizar a potência em rotações mais elevadas. O formato dos quatro cames – cada um responsável por um cilindro – resulta na variação da amplitude e duração da abertura das válvulas de admissão.

Na prática, é como se fosse um comando dois-em-um. Há ainda o VTC (Variable Timing Control), que atua na sincronização do eixo do comando de admissão.

Segundo a Honda, juntos, os dois sistemas permitem ao motor trabalhar de maneira otimizada em toda a sua faixa útil. A nova LX do sedã e do hatch traz como principais equipamentos central multimídia de 8 polegadas “touchscreen” com interface sem fio para Apple CarPlay e Android Auto, botão de partida do motor, faróis com acendimento automático e DRL de leds, assim como as lanternas, antena tipo tubarão, rodas de liga leve de 15 polegadas com pintura cinza e superfície diamantada, vidros elétricos com a função de subida automática com um toque e anti-esmagamento, coluna de direção com ajuste de altura e profundidade, ar-condicionado, controles de áudio no volante, bancos com estabilizador corporal e revestimento de tecido premium, traseiro bipartido (60/40) e a tecnologia Magic Seat – sistema de rebatimento dos assentos para aumentar o espaço disponível por meio de diferentes configurações do banco traseiro e do porta-mala – disponível apenas no hatch.

O pacote de itens de segurança inclui seis airbags (frontais, laterais e do tipo cortina), assistente de estabilidade e tração e de partida em rampa, sistema de acionamento de luzes de emergência em frenagens severas, estrutura de deformação progressiva, alerta de pressão de pneus (TPMS), cintos de segurança de três pontos e apoios de cabeça para todos os ocupantes e sistema Isofix para fixação de assentos infantis.

O City hatchback passou a ter a variante EX – antes existente só no sedã. Além do conteúdo das LX, a EX acrescenta chave com função Smart Entry (com destravamento das portas por sensor de aproximação, abertura de porta-malas e acionamento dos vidros), câmera de ré multivisão com linhas dinâmicas (três vistas), rodas de liga leve de 16 polegadas, faróis de neblina, piloto automático e revestimento do apoio do braço em couro.

Álbum de fotos

Comente esta notícia

Rua Ivandelina Rosa Nazário (H-6), 97 - Setor Industrial - Centro - Alta Floresta - 78.580-000 - MT

(66) 3521-6406

[email protected]