Sexta-feira, 21 de Junho de 2024

Política Quarta-feira, 17 de Outubro de 2018, 00:00 - A | A

17 de Outubro de 2018, 00h:00 - A | A

Política /



Laíse Lucatelli
O Livre

O governador eleito Mauro Mendes (DEM) afirmou que vai fazer as contas para definir se mantém ou acaba com o expediente reduzido na administração estadual. A redução do horário está em vigor desde setembro de 2016 – e foi adotada pelo governador Pedro Taques (PSDB) em meio a um pacote de ações para cortar despesas com custeio.

O decreto que definiu a prorrogação mais recente da medida se encerra em 31 de dezembro deste ano.
“Vou entender melhor a conta que foi feita, e faremos conta. Se tem uma coisa que aprendi na minha vida é fazer conta, e vou fazer aquilo que é melhor para Mato Grosso e para as responsabilidades que o governo têm perante o cidadão”, disse Mauro. “Eu aprendi na minha vida, e fiz isso a vida inteira, que trabalhar muito ajuda você a sair da crise e de confusões, e atingir objetivos e resultados.”
Para os servidores com jornada de 40 horas semanais, o expediente atual é das 13h às 19h; e, para os servidores com carga horária de 30 horas, é das 13h às 17h. O Departamento Estadual de Trânsito (Detran) funciona das 12h às 18h.
Segundo o Gabinete de Comunicação (Gcom), a redução da jornada gerou economia de R$ 31 milhões aos cofres públicos nos primeiros 6 meses, e a maior redução foi com material de consumo, como artigos de papelaria, materiais de almoxarifado e copos descartáveis, com queda de 14%. Gastos com energia elétrica também caíram.
Reforma administrativa- Uma medida já anunciada por Mauro Mendes para cortar gastos é uma reforma administrativa que reduza o número de secretarias e órgãos. “Vamos reduzir cargos comissionados, apoio logístico, como veículos e imóveis, e todo e qualquer tipo de gasto desnecessário. O que importa para o cidadão é ter o serviço prestado de forma eficiente. Se é secretaria, órgão ou fundação, não é relevante”, declarou.
Ele não quis adiantar quais mudanças pretende fazer, além da extinção do Central de Abastecimento de Mato Grosso (Ceasa), já anunciada durante a campanha eleitoral. Mauro prometeu anunciar a formatação final da estrutura das Pastas ainda no período de transição, no início de dezembro.

Comente esta notícia

Rua Ivandelina Rosa Nazário (H-6), 97 - Setor Industrial - Centro - Alta Floresta - 78.580-000 - MT

(66) 3521-6406

[email protected]