Sexta-feira, 21 de Junho de 2024

Agronegócio Segunda-feira, 16 de Dezembro de 2019, 00:00 - A | A

16 de Dezembro de 2019, 00h:00 - A | A

Agronegócio /

Correspondente de Jornal Alemão visita propriedade recuperada pelo projeto Olho D



Antônio Viana
Mato Grosso do Norte

Nadia Pontes,  jornalista correspondente do jornal alemão Deutsche Welle, estve na  sexta feira, 06 de dezembro, em Alta Floresta, fazendo reportagem sobre  o Projeto Olhos d´água da Amazônia. O projeto visa o fortalecimento da gestão ambiental no município, por meio da realização do diagnóstico ambiental e da viabilização do processo de registro das pequenas propriedades rurais no Cadastro Ambiental Rural (CAR), além de promover ações de fomento à recuperação de áreas de preservação permanente degradadas próximas às nascentes localizadas nas pequenas propriedades.

A Jornalista entrevistou um dos agricultores contemplados com as ações do projeto.  Valdenir  Rugeri, produtor rural, recebeu a jornalista em sua propriedade na comunidades santa Mônica há 37 km da cidade. Ele explicou as ações do projeto desde a recuperação das áreas degradadas, unidades de manejo de pastagem até a atual situação que se encontra a área, antes degrada e hoje totalmente recuperada.

Foram mais de 5 mil mudas e sementes plantadas nas margens das nascentes, que se encontravam desmatadas e correndo o risco de desaparecerem devido a erosão. “Hoje, cerca de 6 anos depois, é possível ver a natureza totalmente restaurada e as nascentes protegidas do assoreamento”, afirma Valdenir
O produtor rural contou a repórter que quando chegou no início, no ano de 1977,  a ordem dos colonizadores era desmatar até as margens dos rios e nascentes, para acabar com os mosquitos da malária.  Na época havia um grande índice da doença. 
A repórter pergunta ao produtor qual a sensação de ver suas terras, que antes tinha suas nascentes com margens degradadas e hoje totalmente restauradas? 
“Tenho orgulho de ver as nascentes da minha  propriedade restaurada, pois além de contribuir com o Meio Ambiente, houve também facilitação na hora de tirar o CAR e o Gel Resflorestamento  das minhas terras. E agradeço ao projeto olhos D´água por isso. Recomendo a todos que tenham suas propriedades com margens de nascentes derrubadas, que façam o mesmo que eu fiz”, finaliza o produtor de 64 anos.
A jornalista terminou a entrevista elogiando o produtor rural pelas atitudes e capricho com a propriedade.

Comente esta notícia

Rua Ivandelina Rosa Nazário (H-6), 97 - Setor Industrial - Centro - Alta Floresta - 78.580-000 - MT

(66) 3521-6406

[email protected]