Sexta-feira, 24 de Maio de 2024

Atualidades Segunda-feira, 14 de Novembro de 2022, 07:41 - A | A

14 de Novembro de 2022, 07h:41 - A | A

Atualidades / Turismo

Valorização da ruralidade no Turismo de Alta Floresta

Produção associada ao turismo no meio rural contribui para diversificar e gerar novos produtos e serviços além do aumento a lucratividade no campo



Assessoria

Ambiente para relaxar, tranquilidade, lindas paisagens, e diferenciada gastronomia. Esses são apenas alguns dos atrativos do campo, que atraem cada vez mais turistas para conhecer as cidades que ofertam turismo no meio rural. Assim, além de poder aprender sobre a cultura rural do destino, apreciar os pontos turísticos o turista ainda pode descansar fazendo passeios, respirando ar puro e recarregando as energias nos diversos sítios, chácaras e fazendas, conhecer rios, lagoas, e muito verde.

Nos dias 08 e 09 de novembro, empreendimentos de Alta Floresta que ofertam serviços de turismo no meio rural ou atividades ligadas ao turismo de natureza, receberam a visita de técnicos da SEADTUR (Secretaria Adjunta de Turismo de Mato Grosso) e da EMPAER (Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural), para orientações técnicas junto a empreendimentos.  A ação teve como escopo o processo de formatação, estruturação e diálogos sobre a qualificação do turismo rural.

Como possuímos alguns atrativos em fase de formatação neste segmento, tais orientações técnicas podem contribuir para aprimorar os nossos produtos. Com o mapeamento de atrativos e serviços no espaço rural, espera-se formar novos roteiros para contribuir com a diversificação da atividade local. A diretora de turismo Geiziana Nunes da Silva, observa que “o turismo no meio rural abarca as atividades turísticas praticadas em áreas não-urbanas, tais como agroturismo, turismo de aventura, turismo cultural, turismo gastronômico entre outros.

É uma atividade multidisciplinar, que ocorre no ambiente rural e pode ser agregador com produtos e serviços complementares das práticas agrícolas e pecuárias. Em muitos empreendimentos o turista participa das diferentes atividades ofertadas, quer por lazer ou até mesmo aprendizado sobre a cultura no meio rural, ele busca vivenciar uma experiência singular, que ele levará em sua memória afetiva”. Geiziana ressalta que para o município de Alta Floresta, as visitas dos técnicos Geraldo Lúcio (EMPAR) e Leandro Carvalho Lima (Seadtur), agregam além das orientações técnicas, aprendizados e uma valiosa troca de experiências.

Alta Floresta possuí um reconhecido potencial também para o turismo no espaço rural, porém, necessitamos de um conjunto de estratégias de planejamento e estruturação da oferta desses produtos e serviços no mercado turístico, a fim de que os empreendimentos possam comercializar de acordo com as demandas dos turistas, e consequentemente ocorrerá a dinamização econômica, para a pluriatividade do meio rural e também para a valorização do patrimônio cultural das atividades agrícolas. Agregar a experiência da comunidade rural ao turismo é uma das alternativas para agregar valor à cadeia produtiva turística, e gera renda para os moradores das comunidades rurais.

As visitas técnicas ocorreram na Chácara Esteio, Chácara do Bernal, Rancho Odílio, Comunidade Guadalupe, Fazenda Anacã e no escritório Regional da Empaer. E no ensejo houve uma reunião de entre os técnicos e a direção de turismo, para entrosamento de ações governamentais, políticas públicas de turismo e legislação.  

Comente esta notícia

Rua Ivandelina Rosa Nazário (H-6), 97 - Setor Industrial - Centro - Alta Floresta - 78.580-000 - MT

(66) 3521-6406

[email protected]