Quarta-feira, 19 de Junho de 2024

Entrevistas Sexta-feira, 17 de Maio de 2024, 13:57 - A | A

17 de Maio de 2024, 13h:57 - A | A

Entrevistas / CINCO PERGUNTAS

Essa moça está diferente

Após hiato da tevê e expulsão de reality, Rachel Sheherazade estreia no entretenimento em “A Grande Conquista”



por Geraldo Bessa TV Press   

              Desde que saiu do SBT, em 2020, Rachel Sheherazade esperava por uma oportunidade de voltar ao vídeo. A jornalista só não sabia que esse retorno seria tão movimentado. Integrante da edição 2023 de “A Fazenda”, da Record, Rachel foi expulsa por agressão e, mesmo saindo de forma controversa, soube capitalizar a polêmica em um movimento inverso: em vez de noticiar fatos, a ex-âncora virou notícia.

A repercussão em torno de seu nome despertou a atenção da direção da Record, que acabou a escalando para apresentar a segunda temporada do reality “A Grande Conquista”.

Não pude ficar milionária com o prêmio de ‘A Fazenda’, mas ganhei um contrato e voltei para o vídeo. No fim, me sinto feliz e vitoriosa. Passar por um reality é uma experiência única. Acredito que posso ajudar os participantes agora, pois já vivi o que eles estão vivendo”, acredita.        

         Paraibana de João Pessoa, Rachel já tinha uma carreira regional quando seus vídeos analisando temas e emitindo fortes opiniões conquistaram fãs e detratores Brasil afora. De olho na personalidade polêmica da jornalista, Silvio Santos acabou a chamando para o SBT, onde ficou por nove anos. Em sua estreia no entretenimento da Record, a jornalista se mostra feliz com a transição de carreira e tem Pedro Bial e Adriane Galisteu como suas principais inspirações.

Acredito que posso ajudar os participantes agora, pois já vivi o que eles estão vivendo

Pedro também é jornalista como eu e se desenvolveu muito bem na linha de shows. Galisteu lida com imprevistos de forma natural e sabe tudo de televisão. Não quero copiar ninguém, mas são profissionais que admiro”, entrega.

P – Você foi expulsa e perdeu o prêmio de “A Fazenda”, mas acabou ganhando o posto de apresentadora do “A Grande Conquista”. Já existia a pretensão de integrar o casting da emissora ao participar do reality rural?

R – Assinei realmente para participar de “A Fazenda”, sem pretensões de entrar para o elenco da casa. Sair expulsa não estava nos meus planos. Sinceramente, me surpreendi com o acolhimento do público. Infringi uma regra do programa e aceitei meu destino.

P – Faria algo diferente em sua passagem pelo reality?

R – Nada. Fiz o que me propus a fazer. Fui verdadeira, intensa e com objetivo único do prêmio. Sou competitiva naturalmente. Precisava do dinheiro e fiz o que estava ao meu alcance. O convite para gravar um piloto para o “A Grande Conquista” foi uma linda surpresa e foi motivado por conta de toda a repercussão da minha saída.

P – Como sua experiência em “A Fazenda” agrega ao seu desempenho no novo programa?

R – De forma integral. Nunca fui de assistir a realities. Só maratonei “A Fazenda” quando soube que iria entrar e queria compreender melhor onde eu estava me metendo (risos). Hoje, entendo melhor a dinâmica e consigo me colocar no lugar dos participantes justamente por já ter tido uma experiência parecida das dores e delícias de um programa de confinamento.

P – Hoje em dia é muito comum a transição de jornalistas para o entretenimento. Era algo que você já vinha planejando?

R – Já tinha passado pela minha cabeça. Mas era algo muito distante. Acho que depois de tantos casos bem-sucedidos de transição de carreira, todo jornalista de televisão deve se imaginar no entretenimento. Eu só nunca tinha imaginado estar à frente de um reality.

P – Você é conhecida por ter opiniões fortes. Existe espaço para seus comentários e análises dentro do “A Grande Conquista”?

R – Com certeza. Mas, é claro, que tudo dentro do contexto do programa. A gente vai ter momentos muito sérios, de puxar a orelha dos participantes, de acolhê-los, de enxugar as lágrimas. Vou ser a grande parceira deles fora da casa, o elo entre o telespectador em casa e os competidores.

  “A Grande Conquista” – Record, de segunda a domingo, às 22h30.

Comente esta notícia

Rua Ivandelina Rosa Nazário (H-6), 97 - Setor Industrial - Centro - Alta Floresta - 78.580-000 - MT

(66) 3521-6406

[email protected]