Terça-feira, 23 de Julho de 2024

Política Quarta-feira, 29 de Agosto de 2018, 00:00 - A | A

29 de Agosto de 2018, 00h:00 - A | A

Política /

Câmara se solidariza a Unemat e cobra retirada de PEC de Ademir Brunetto



Ana Paula Selhorst
Mato Grosso do Norte

Neste dia 28, terça-feira, a Câmara Municipal de Alta Floresta votou e aprovou uma indicação em regime de urgência, com o voto de todos os 13 vereadores, solicitando da Assembleia Legislativa, a retirada da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que revoga o artigo 246 da Constituição Estadual, proposta pelo suplente Ademir Brunetto (PSB). Se aprovada, tal emenda significaria a retirada da autonomia financeira da UNEMAT, o que, e segundo declarações da direção da Universidade, causaria o sucateamento de todos os campus.

A sessão iniciou-se às 9 horas e a Casa estava lotada, com o acompanhamento por parte da comunidade acadêmica, incluindo discentes, professores, técnicos e reitores da Universidade. 
 O Presidente da Mesa Diretora, Emerson Machado, coordenou a sessão e durante pronunciamento declarou apoio irrestrito à UNEMAT, argumentando não haver justificativa para a retirada da autonomia financeira da Universidade. Ele também respondeu as declarações de Brunetto acerca do Portal Transparência, onde constam professores com salários de até quarenta mil, alegando que o docente que recebe tal salário o merece, tendo em vista os anos de estudos e especializações que estes profissionais passaram. 
 Em entrevista coletiva, o professor Dr. Delmonte Roboredo e Professora. Dra. Célia Regina, teceram comentários acerca da sessão. 
 Sobre o apoio praticamente unânime que a UNEMAT recebeu da câmara, a professora comentou que alivio ainda não é completo, porque   tem onze deputados que assinaram a lista dos vinte e seis, e até agora quatro retiraram a assinatura e dois prometeram que também irão retirar seus nomes do projeto.
 “Nós temos uma luta pela frente, ainda precisamos do apoio de quem conhece os deputados. A UNEMAT constantemente vem lutando por conta destes ataques. Nós recebemos 2,5%, mas este rapasse ainda é contingenciado, ou seja ainda temos que pedir este dinheiro, nós não temos realmente este recurso disponível. ”
 “Então a luta continua, este apoio de todos os vereadores é muito importante para nós”, disse. 
Sobre a alegação de Brunetto de não haver diálogo dentro da instituição, Roboredo respondeu que na conversa que particularmente tive com o deputado, o que ele quer é a abertura do curso de Medicina Veterinária em Alta Floresta. “Todos nós somos favoráveis a este curso, lógico que sob determinadas circunstâncias, que é a estrutura do curso. Porém se ele manter esta PEC, vai cortar a jugular da instituição. O que nós queremos é que ele reflita sobre este projeto, nos apoie, porque a universidade sempre esteve aberta ao diálogo”, observou Roboredo. 
 “Ontem eu estive com a nossa reitora, Ana Maria di Renzo, em relação ao curso, ela disse que até esta semana deve sair uma portaria para que haja este estudo, perguntando se Alta Floresta quer e suporta o curso de Medicina Veterinária”, acrescentou Roboredo.
 Dirigindo-se aos membros da comunidade acadêmica, Delmonte disse que essa ação demonstra a importância da união dentro da universidade. “Nós estamos na luta e só iremos parar quando tivermos certeza que essa PEC foi retirada. Queremos, sim, a transparência dos recursos.  Apenas não podemos permitir a interferência na autonomia da Universidade”, pondera. 
Finalizando, o professor disse que a PEC que retira a autonomia financeira da Universidade, prejudicaria os 13 campus espalhados pelo Estado.

Comente esta notícia

Rua Ivandelina Rosa Nazário (H-6), 97 - Setor Industrial - Centro - Alta Floresta - 78.580-000 - MT

(66) 3521-6406

[email protected]