Quarta-feira, 22 de Maio de 2024

+Saúde Quarta-feira, 01 de Junho de 2022, 10:04 - A | A

01 de Junho de 2022, 10h:04 - A | A

+Saúde /

O poder do hábito positivo

Penso que é relevante refletirmos como os hábitos da família podem interferir em nossos saberes



Edna Vasselo Goldoni

O hábito é algo poderoso e que sem dúvida nos auxilia a conquistar os nossos objetivos. E tenho alguns que trago comigo desde a minha infância, adquiridos da minha educação e da minha cultura familiar, a qual tanto me orgulho.

Sendo a família a estrutura social básica e o primeiro núcleo da construção de nossos hábitos e na construção do nosso aprendizado, penso que é relevante refletirmos como os hábitos da família podem interferir em nossos saberes, até porque são essas primeiras pessoas que temos contato logo nos primeiros anos de vida e que são indispensáveis para a construção de um indivíduo.

E hoje, quando faço uma análise dos meus hábitos positivos diários, lembro muito de quantos deles aprendi com minha mãe. Separei alguns:

1. Acordar sempre cedo e motivado a iniciar o dia: ela tinha o hábito de nos acordar com flores, colhidas em seu jardim.

2. Estabelecer uma rotina de trabalho diário para suas seis filhas, cada uma tinha sua tarefa e não podíamos deixar de cumpri-las, como por exemplo: lavar roupa (não tínhamos máquina de lavar), limpar a casa (não tínhamos empregada), cozinhar e fazer horta.

3. Almoço em família: era um hábito esperarmos meu pai chegar para ela servir o almoço com todos ao redor da mesa. Esse momento era muito especial para todos nós.

4. Cultivar flores: ela cultivava o nosso jardim sempre florido e nos ensinou a manter nossa casa sempre com flores.

5. Tratar todas as pessoas de forma igual: lembro com carinho quando ela pedia para servirmos um café para as pessoas que limpavam a frente da nossa casa.

6. Usar um batom vermelho: ela sempre dizia que a mulher era uma flor e por onde passasse tinha que espalhar beleza e um perfume no ar. Uso até hoje meu batom vermelho.

7. Ser amiga de todas as mulheres: com ela aprendi verdadeiramente o sentido da sororidade.

8. Estudar diariamente: ela aprendeu a ler e escrever na fase adulta, pois não teve acesso a escola na sua infância e sempre nos cobrou levar a frente nossos estudos e com isso ela realizou seu sonho de ver todas as suas filhas formadas em curso superior.

9. Exercício da Gratidão: sempre nos ensinou a agradecer a todos as pessoas que nos ajudavam, ela sempre preparava os buquês de flores para entregarmos aos nossos professores.
Hoje, coloquei mais um hábito na minha vida, que é o de cultivar rosas no sítio onde ela mora, para poder fazer uma homenagem a ela com toda minha gratidão e orgulho por ser filha de uma mulher inspiradora como ela.

*Edna Vasselo Goldoni é fundadora e presidente do Instituto Vasselo Goldoni, CEO da Vasselo Goldoni Desenvolvimento, HR Influencer 2021 – 1º lugar no Brasil; membro honorário e vitalício da All Ladies League Global Network (Soul Sister), única mulher indicada ao Prêmio TOP OF MIND Profissional de Vendas, sendo finalista em três Edições; representou o Brasil no Congresso Mundial da ONU Mulheres em 2016.

Comente esta notícia

Rua Ivandelina Rosa Nazário (H-6), 97 - Setor Industrial - Centro - Alta Floresta - 78.580-000 - MT

(66) 3521-6406

[email protected]