Sexta-feira, 19 de Julho de 2024

Variedades Quinta-feira, 13 de Junho de 2024, 15:43 - A | A

13 de Junho de 2024, 15h:43 - A | A

Variedades / tango

4 Curiosidades sobre o tango que você precisa conhecer



O tango é mais do que uma simples dança; é uma expressão cultural rica e profunda que transcende fronteiras e gerações. Originário das margens do Rio da Prata, ele cativou corações e mentes em todo o mundo com sua melodia melancólica e passos apaixonados.  

Neste artigo, exploraremos a fascinante história do tango, os diferentes estilos que compõem esta arte e algumas curiosidades intrigantes que você talvez não conheça. Além disso, descobriremos como é feita a coreografia, oferecendo uma visão completa deste icônico gênero de dança e música.

Qual é a origem do tango?

O tango tem suas raízes nas áreas portuárias de Buenos Aires, na Argentina, e Montevidéu, no Uruguai, no final do século XIX. Surgiu como uma fusão de várias tradições musicais e de dança trazidas por imigrantes europeus, africanos e nativos sul-americanos.  

A mistura cultural dessas comunidades deu origem a um estilo único, marcado por uma melodia profunda e ritmos complexos. Inicialmente, ele era uma expressão das classes trabalhadoras e marginalizadas, tocado em bordéis e tavernas.  

Sua associação com esses locais contribuiu para sua reputação de ser uma dança “imoral” nos primeiros anos. No entanto, essa imagem mudou à medida que o tango ganhou popularidade entre as elites de Buenos Aires e, eventualmente, em cidades europeias como Paris.

Quais são os estilos do tango?

O tango evoluiu ao longo do tempo e se diversificou em vários estilos, cada um com suas características e tradições únicas. Os principais estilos incluem os que abordaremos a seguir.  

●     Tradicional — este estilo, também conhecido como tango de salão, é caracterizado por uma dança mais estruturada e formal. É o tipo que você mais provavelmente verá em bailes e competições;

●     Nuevo — um estilo mais moderno e experimental, o nuevo incorpora elementos de jazz e música eletrônica. A dança é mais flexível e menos restrita às regras tradicionais;

●     Milonga — milonga é tanto um estilo de dança quanto um tipo de música que é mais rápida e mais animada do que o tradicional. As milongas são também os eventos sociais onde as pessoas se reúnem para dançar;

●     Vals — este estilo mistura o ritmo da dança e músicas de tango com a fluidez da valsa, criando uma dança com movimentos suaves e contínuos.  

Cada estilo oferece uma experiência única, refletindo as diferentes interpretações e evoluções da dança ao longo do tempo. Conhecer esses estilos permite uma apreciação mais profunda da diversidade e riqueza dela.

Curiosidades sobre o tango que você precisa conhecer

O tango é uma forma de arte rica e multifacetada, que transcende fronteiras culturais e temporais. Desde suas origens humildes até sua consagração como Patrimônio Cultural da Humanidade, ele continua a cativar e a inspirar pessoas em todo o mundo. Descubra 4 curiosidades sobre a dança logo abaixo.  

1- Origem do nome — a palavra "tango" pode ter várias origens, incluindo o latim "tangere" (tocar) ou a palavra africana "tambo" (local de reunião). Esta diversidade de possíveis origens linguísticas reflete a mistura cultural que deu origem à dança;

2- Instrumento icônico — o bandoneón, um tipo de acordeão, é essencial para a música. Curiosamente, o bandoneón foi inventado na Alemanha e originalmente destinado a ser usado em igrejas. Acabou se tornando um símbolo do tango.

3- Rejeição inicial — quando ele foi introduzido na Europa no início do século XX, foi inicialmente rejeitado pela elite parisiense como vulgar. No entanto, ele rapidamente ganhou popularidade, especialmente entre os jovens e os boêmios;

4- Patrimônio da humanidade — em 2009, a UNESCO declarou o tango como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade, reconhecendo sua importância cultural e histórica.  

Essas curiosidades mostram como o tango é uma dança rica em história e significado, com raízes profundas e uma presença cultural que continua a evoluir e encantar pessoas em todo o mundo.

Como é feita a coreografia de tango?

A coreografia do tango é uma arte complexa que combina técnica, emoção e improvisação. Diferente de muitas outras danças de salão, ele não segue uma sequência rígida de passos. Em vez disso, ele se baseia em uma comunicação íntima e sutil entre os dançarinos, que respondem aos movimentos e à música de forma quase instintiva.  

A base da coreografia de tango é a conexão entre os dançarinos. A postura é fundamental, com os corpos ligeiramente inclinados um em direção ao outro, criando um "abraço" que é tanto físico quanto emocional.  

Existem muitos passos básicos no tango, como o "caminhada", o "ocho" (oito), e o "gancho" (gancho). No entanto, a beleza da dança está na improvisação e na forma como esses passos são combinados de maneira única em cada dança.  

A coreografia do tango é profundamente influenciada pela música. Os dançarinos aprendem a interpretar a melodia e o ritmo, criando movimentos que refletem a emoção e a energia da música.  

Desde suas origens nas áreas portuárias da América Latina até sua popularização global, o tango continua a evoluir e encantar pessoas em todo o mundo. Com sua rica história, diversidade de estilos e complexidade coreográfica, ele é verdadeiramente uma forma de arte única.  

Gostou deste artigo? Compartilhe com amigos e familiares para que eles também possam descobrir a magia dessa dança e suas fascinantes curiosidades.

Comente esta notícia

Rua Ivandelina Rosa Nazário (H-6), 97 - Setor Industrial - Centro - Alta Floresta - 78.580-000 - MT

(66) 3521-6406

[email protected]