Sexta-feira, 21 de Junho de 2024

Política Segunda-feira, 02 de Março de 2015, 00:00 - A | A

02 de Março de 2015, 00h:00 - A | A

Política /

MP arquiva processo contra Ismaili por falta de provas



O Ministério Público arquivou, por falta de provas, o inquérito instaurado para apurar possíveis desvios de recursos da União das Câmaras Municipais de Mato Grosso (Ucmmat), pela ex-presidente, a vereadora por Colíder Ismaili Donassan (PSD) durante seu mandato.

De acordo com a denúncia, a vereadora pagava os funcionários da entidade com um valor maior que holerite, e exigia que os mesmos devolvessem estes valores via depósito em sua conta. No documento encaminhado ao MP consta também que a parlamentar forjava notas fiscais, pois várias notas chegavam para serem assinadas sem o produto.

Na decisão final do MP, é apontado que o Tribunal de Contas encaminhou uma documentação informando que foram realizadas pesquisas no sistema do Tribunal, e que não havia encontrado qualquer processo referente à suposta ocorrência de irregularidades na Ucmmat, durante a gestão da vereadora Ismaili.

Neste sentido, a parlamentar diz que desde o início do processo estava confiante. “Nunca me manifestei sobre o assunto porque esperava este resultado. Sempre conduzi com muita transparência o meu mandato como presidente da União das Câmaras. Sou vereadora de três mandatos e fui a primeira mulher presidente da Ucmmat”.

Segundo a vereadora, tudo isso ocorreu devido à candidatura para deputada federal no ano passado. “Fui vítima de uma armação política com denúncia infundada contra mim. Tentaram manchar minha história política e a imagem de uma entidade tão importante para o Estado, que é a Ucmmat, mas a justiça prevaleceu”, conclui.

Comente esta notícia

Rua Ivandelina Rosa Nazário (H-6), 97 - Setor Industrial - Centro - Alta Floresta - 78.580-000 - MT

(66) 3521-6406

[email protected]