Terça-feira, 21 de Maio de 2024

Política Quarta-feira, 08 de Maio de 2024, 16:51 - A | A

08 de Maio de 2024, 16h:51 - A | A

Política / Fundo Eleitoral

Para socorrer o RS, Jayme Campos defende uso de R$ 1 bilhão do fundo eleitoral

Senador fez questão de ressaltar tragédias como a do Rio Grande do Sul “estão acontecendo todos os dias” e alertou para situação do Pantanal



Uma das principais vozes do Congresso Nacional, o senador Jayme Campos (União-MT) defendeu nesta terça-feira, 7, aprovação de medida que destine 20% dos recursos do Fundo Eleitoral para atender as emergências ocasionadas pela catástrofe climática no Rio Grande do Sul. A proposta, em forma de apelo, foi apresentada durante aprovação do Projeto de Decreto Legislativo reconhece estado de calamidade pública nas cidades atingidas pelas inundações.

  Este ano, os partidos políticos terão R$ 4,96 bilhões para usar em campanhas políticas durante as eleições municipais de 2024. O valor definido foi o mesmo das eleições gerais de 2022. Caso a proposta seja aprovada, serão destinados R$ 1 bilhão para ajudar nas ações para recuperar os estragos causados pelas cheias no Rio Grande do Sul.  

“Eu não tenho dúvida alguma de que nós temos que ser solidários neste momento, é momento de união. De esquecermos a questão ideológica, a partidária, a questão política, pessoal, nós temos que ver o bem comum da sociedade” – pregou o senador, durante a sessão plenária.  

Jayme Campos, todavia, fez questão de ressaltar tragédias como a do Rio Grande do Sul “estão acontecendo todos os dias”. Nesse sentido, alertou para a situação do Pantanal Mato-grossense, que deverá registrar ‘verdadeiro fogaréu’ em virtude da previsão de registro da maior estiagem da história.

“Lamentavelmente, o emperramento dos órgãos federais deste país, eles muito atrapalham aquilo que teria que ser feito no momento, na hora certa” - assinalou.  

Ele citou como exemplo a demora na liberação de licenciamento ambiental para obras na MT-251, cuja situação deixou praticamente isolado     o município de Chapada dos Guimarães, um dos berços do turismo de Mato Grosso. “É o Governo atrapalhando o Governo. Nós temos que ter a precaução, termos a visão de que a prevenção é aquilo que antecipa, com certeza, as tragédias que estão acontecendo todos os dias” – acrescentou.  

Ao se solidarizar com o povo gaúcho, Jayme Campos destacou o gesto da população mato-grossense, cujo Governo, segundo ele, “em respeito por tudo aquilo que os gaúchos fizeram pelo Mato Grosso”, aprovou doação, através do Fundo de Transporte, o Fethab,  o valor de R$ 50 milhões ao Rio Grande do Sul. Além disso, inúmeras campanhas estão sendo realizadas em todo Estado para ajudar os desabrigados e pela reconstrução do Estado.

  “Quero me solidarizar com o povo gaúcho e render as minhas homenagens, na certeza de que nós vamos reconstruir esse grande estado que é composto por homens, mulheres, jovens, crianças e, com certeza, nos deu orgulho, durante a sua história” – disse, ao cumprimentar o relator do PDL aprovado, senador Paulo Paim (PT-RS)

Comente esta notícia

Rua Ivandelina Rosa Nazário (H-6), 97 - Setor Industrial - Centro - Alta Floresta - 78.580-000 - MT

(66) 3521-6406

[email protected]