Quarta-feira, 19 de Junho de 2024

Agronegócio Terça-feira, 07 de Maio de 2024, 07:56 - A | A

07 de Maio de 2024, 07h:56 - A | A

Agronegócio / Cafeicultura

Técnicos de produtores de café de Alta Floresta participam de Dia de Campo

Evento organizado pela Empaer foi realizado em Sinop



Fabio Bonadeu/ assessoria  

Foi realizado na sexta-feira, 3, no Centro Regional de Pesquisa e Transferência de Tecnologia da Empaer, em Sinop, o Dia de Campo da Cafeicultura: Desempenho Cafeeiro Robusta Amazônico no Norte de Mato Grosso, do Plantio à Xícara. O evento contou com a presença de autoridades de Sinop e região, além de técnicos da Embrapa, Empaer, municípios participantes e cafeicultores de toda a Região Norte de Mato Grosso.

A iniciativa é do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura Familair (SEAF), Embrapa e Empaer. Os participantes foram divididos em quatro grupos que passavam por "estações" de informações.  

Em cada uma delas era abordada uma temática diferente. Na Estação 1, o tema foi a produção de mudas e implantação da lavoura cafeeira, onde, além da degustação de diferentes cafés clonais, também foram explicados os processos relacionados à produção de café clonal.

Para o cafeicultor Osvaldo Saragosa Rossi, o Dia de Campo da Cafeicultura é estratégico para a tomada de decisões. "Vimos vários tipos de café clonal aqui, foram mais de 50. Uns são mais produtivos e outros menos, mas foi importante ver isso em campo. Saímos daqui sabendo qual clone pode ser a melhor opção”, disse.

De acordo com Rossi, além das informações obtidas no Dia de Campo da Cafeicultura, a assistência técnica oferecida pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Agricultura e Pecuária, torna-se não apenas estratégica, mas também um diferencial. Nas estações 2 e 3, foram abordados o desempenho agronômico dos robustas amazônicos no Norte de Mato Grosso e a qualidade das bebidas dos cafés robustas amazônicos no estado. Para o cafeicultor Donizete Feliciano, que trabalha com a atividade há alguns anos, o Dia de Campo da Cafeicultura evidenciou o crescimento da atividade.

"Hoje, chamou-me a atenção as possibilidades de crescimento do café. Neste sentido, o trabalho da Prefeitura é válido por incentivar e acreditar em nós".

O diretor de Pesquisa e Fomento da Empaer, Márcio Kuhn, destaca a importância desta iniciativa.

"Teve como objetivo apresentar os resultados das pesquisas que já foram feitas, abordando dois tópicos: a questão da produtividade e a qualidade do café". Segundo ele, Alta Floresta vem se destacando em assistência técnica e produção. "Alta Floresta é um grande polo de produção".

O Engenheiro Agrônomo que trabalha com a assistência técnica da Secretaria de Agricultura e Pecuária, Sérgio Fermino, diz que o café de Mato Grosso obteve destaque na qualidade de bebida. E em Alta Floresta há o apoio do Poder Público junto aos cafeicultores no sentido de fortalecer o desenvolvimento da atividade, visando melhorar a qualidade do produto para torná-lo competitivo.

Durante o evento foi destacado que o Governo de Mato Grosso está desenvolvendo estratégias para fortalecer esta cadeia produtiva e buscar envolver os cafeicultores em eventos internacionais, como a Semana Internacional do Café (SIC).  

Comente esta notícia

Rua Ivandelina Rosa Nazário (H-6), 97 - Setor Industrial - Centro - Alta Floresta - 78.580-000 - MT

(66) 3521-6406

[email protected]