Terça-feira, 21 de Maio de 2024

Caderno B Sexta-feira, 27 de Maio de 2022, 09:32 - A | A

27 de Maio de 2022, 09h:32 - A | A

Caderno B / PERFIL

Amiga da onça

Aprovada inicialmente para “Malhação”, que foi cancelada, Bella Campos se destaca como a vingativa Muda de “Pantanal”



POR MÁRCIO MAIO
TV PRESS

Nem tudo que está planejado acontece exatamente como se pensa. Bella Campos sabe bem disso. Intérprete da Muda em “Pantanal”, novela das 21h da Globo, a atriz estava escalada para a nova temporada de “Malhação” e, de repente, viu o projeto ser cancelado pela emissora. Aos 24 anos e empolgada com a chance de estrear na tevê, a mato-grossense, em um primeiro momento, sentiu medo de não ter uma nova porta aberta tão cedo na teledramaturgia. Mas quis o destino que sua primeira personagem viesse no remake que fala justamente sobre uma região próxima de onde Bella nasceu. “A própria região onde se passa é muito afetiva pra mim. E são raras as produções ambientadas no Centro-Oeste. Além disso, todos os personagens me fascinam, são complexos e cheios de camadas. Isso traz um ganho enorme para a história”, comemora.

Na trama, Muda é uma jovem que viu o pai ser assassinado por Gil, interpretado por Enrique Diaz na primeira fase, e que, ao crescer vendo a mãe traumatizada pela tragédia, planejou vingança contra a família de Gil.

Tanto ele quanto a mulher Maria Marruá, vivida por Juliana Paes, foram mortos por jagunços enviados pela família de Muda, mas Juma, papel de Alanis Guillen, cativou a nova “amiga” a ponto de deixá-la sem coragem de completar o plano. “O afeto da Juma mexe muito com a Muda. É a grande virada desse florescimento”, avalia Bella.

Antes mesmo de ser chamada para o teste, a atriz já estava se preparando. Assim que soube que seria feito um remake, passou a pesquisar material na internet. “Queria saber sobre o que se tratava, entender um pouco daquele mundo, porque sou de uma parte do Pantanal”, explica. O teste foi feito remotamente, com o auxílio do celular. E, assim que soube que tinha passado e que estaria na segunda fase da trama, Bella tomou uma decisão. “Vi vários capítulos da primeira fase e preferi não ver mais, só uma cena ou outra. Tinha entendido qual era o conceito e, a partir dali, quis fazer a Muda através da minha perspectiva”, defende.

De cara, Bella se surpreendeu já com a viagem para gravar suas cenas no Pantanal. “Foi longa. Mas é linda”, deslumbra-se. No entanto, não há dúvidas de que era uma rotina bem distinta da que se tem em um estúdio de emissora, com toda a infraestrutura possível. “O mais complicado era gravar literalmente no meio do mato, com tudo improvisado. Mas me impressionou a diversidade de animais. E, infelizmente, ver como o Pantanal está sendo destruído. Está muito seco e com incessantes queimadas”, lamenta.

Para Bella, sua fase profissional atual se assemelha muito ao momento em que Muda chega ao Pantanal. “É um lugar totalmente novo, em que ela não conhece ninguém e não sabe os desafios que virão pela frente. Mas tem muita garra e desejo, vai pra cima! É semelhante à minha chegada em um set tão importante, no meu primeiro trabalho, onde nunca estive antes”, observa.

“Pantanal” – Globo – Segunda a sábado, na faixa das 21h.

Foto/Divulgação

Comente esta notícia

Rua Ivandelina Rosa Nazário (H-6), 97 - Setor Industrial - Centro - Alta Floresta - 78.580-000 - MT

(66) 3521-6406

[email protected]