Quinta-feira, 23 de Maio de 2024

Caderno B Sexta-feira, 03 de Junho de 2022, 10:30 - A | A

03 de Junho de 2022, 10h:30 - A | A

Caderno B / PERFIL

De corpo e alma

No ar em “Pantanal”, José Loreto ressalta parceria com Marcos Palmeira dentro e fora de cena



POR CAROLINE BORGES
TV PRESS

A mística da trama de “Pantanal” atravessa o tempo e impacta pessoas mesmo após mais de 30 anos de sua exibição original. José Loreto, que integra o elenco do “remake” do horário nobre, rapidamente compreendeu e vivenciou a magia por trás do texto da obra original de Benedito Ruy Barbosa. Assim que recebeu o convite do diretor Rogério Gomes, o ator de 38 anos comprou uma passagem para a famosa região do Centro-Oeste brasileiro. “Não esperei muito para decidir viajar. Não sabia nem quando iríamos começar a gravar, mas fui mesmo assim. Fiquei duas semanas por lá e foi uma vivência muito importante. É um local mágico com certeza.

Foi lindo demais”, valoriza Loreto, que vive o peão Tadeu.

Em sua primeira passagem pelo “Pantanal”, o ator contou com o auxílio de Marcos Palmeira, que vive o protagonista José Leôncio na história adaptada por Bruno Luperi. Palmeira, inclusive, interpretou Tadeu na primeira versão folhetim, que foi ao ar no início da década de 1990. “Liguei para o Marquinhos e perguntei o que ele achava de eu ir para lá. A gente nem se conhecia direito, nem tinha intimidade. Mas ele me deu o maior apoio. Sou de Niterói (cidade do Grande Rio) e queria ter essa ligação com a região que o Marquinhos tinha, sabe? Ele queria ser peão de comitiva quando criança. O meu sonho era ser judoca (risos)”, explica.

 

Foto: Divulgação/Globo

José Loreto

 

Mas não foi só com a viagem inicial que Loreto teve a ajuda de Palmeira. O ator também se aproximou do veterano para compor o jovem Tadeu. Durante a preparação e as gravações da novela das nove, ele recebeu luxuosas dicas conscientes e inconscientes de Palmeira. “Ele é muito sensível e generoso. Foi bonito ver o Marquinho voltando 30 anos no tempo. Ele me instiga demais e me dá dicas o tempo todo. Às vezes, ele nem sabe que está me ajudando. Mas deve saber, né? Porque ele é muito inteligente”, elogia Loreto, que chegou a participar de uma comitiva de peões durante a preparação para a novela. “Cheguei quase no fim da tarde da comitiva. Voltei com um olhar completamente diferente depois daquela vivência. O Marquinhos foi o primeiro a apontar e falar como eu estava mudado e incorporando o Tadeu”, completa.

Toda essa cumplicidade entre Loreto e Palmeira foi crucial para trama de Tadeu na novela das nove. O personagem é um dos filhos de José Leôncio. O jovem peão, porém, não tem o nome do pai em sua certidão. Apesar disso, recebe de Zé a mesma educação que ele próprio havia recebido do velho Joventino, de Irandhir Santos. Mesmo depois que Filó, vivida por Dira Paes, diz a Zé que Tadeu é seu filho, a pedido dela, o menino não tem um tratamento diferenciado. “Acho que meu personagem amadurece muito em cena. A vida do Tadeu estava ótima até a chegada do Jove (Jesuíta Barbosa), mas, quando ele chega, isso desperta um ciúme nele. Por que ele também não poderia ter aquele pai? Afinal, ele é o peão que o pai tanto quer. É uma relação bem complexa”, aponta.

“Pantanal” – de segunda a sábado, às 21h30, na Globo

Comente esta notícia

Rua Ivandelina Rosa Nazário (H-6), 97 - Setor Industrial - Centro - Alta Floresta - 78.580-000 - MT

(66) 3521-6406

[email protected]