Domingo, 23 de Junho de 2024

Política Segunda-feira, 21 de Setembro de 2015, 00:00 - A | A

21 de Setembro de 2015, 00h:00 - A | A

Política /

Crédito para os agricultores do Assentamento São Pedro em breve será liberado

Jornal Mato Grosso do Norte



Reportagem Mato Grosso do Norte

vereador José Domingos Nunes, o  Birobiro (DEM) destacou na tribuna da Câmara Municipal de Paranaíta, durante sessão ordinária do poder Legislativo, o trabalho que vem realizando para regularizar a situação fundiária do Assentamento São Pedro e a liberação de Crédito para as famílias assentadas.
Para o presidente da Câmara Municipal, depois de uma longa e difícil ‘batalha’ os agricultores estão cada vez mais próximos de terem linhas de créditos liberadas através do Banco do Brasil.
O vereador relembra que  o Assentamento São Pedro estava esquecido e ele vem realizando um trabalho perante o Incra, buscando conseguir a documentação das propriedades.
De acordo com ele, quando começou a  serem liberados os primeiros documentos, o próprio gerente do banco falava que os documentos não valiam nada.
“Nunca discuti com o Banco porque eu tinha conhecimento que não conseguíamos acessar recurso porque, na verdade, havia um problema ambiental no assentamento. Não era por causa de documentos.  Graças a Deus surgiu o ICV, que me convidou para ir à Brasília, sentamos com o INCRA e fizemos um convênio entre o INCRA, ICV e a prefeitura,  para fazer a regularização. E a documentação saiu”, relata o vereador.
Com o CAR em mãos, Birobiro afirmou que foi ao banco do Brasil  conversar  com o gerente e recebeu, mais uma vez uma resposta negativa.  No entanto, foi persistente e resolveu a situação.
“Se eu fosse uma pessoa que não tivesse informação, teria voltado para casa sem uma solução. Uma atendente me  disse que para o Assentamento São Pedro não sairia nada. Mas insisti para falar com o gerente e expus para ele as informações que tinha obtido em Brasília, que com o CAR, o Banco era obrigado a financiar todos os assentados que não tinham débito com o Pronaf.  Caso contrário, as providências seriam tomadas na superintendência do Banco em Cuiabá. Então,  o gerente disse-me  que as pessoas que estiverem  em dias,  o banco iria financiar”, acentua.   
Conforme Birobiro, o gerente do Banco do Brasil em Alta Floresta lhe orientou a falar com  a Empaer, responsáveis pelos projetos de financiamentos, para procurar os agricultores para fazer os projetos  para encaminhar para o Banco.
“Parece que os créditos vão ser liberados mais rápido do que eu imaginava. Já tive informações da Empaer.  Vai ser feita a DAP - Declaração de Aptidão ao Pronaf – para a liberação do crédito. A previsão é que o recurso saia em dois meses. Não é muito dinheiro, mas vai ajudar e estimular os produtores a melhorar suas condições de vida e vai girar recursos na economia local. Agradeço a Empaer de Paranaíta e ao coordenador regional, Leocir , que está empenhado neste processo. Estou muito contente com esta vitória”, enfatizou Birobiro.
Para quem já recebeu o Pronaf A, Birobiro disse que será liberado também o Mais Alimentos, crédito destinado  a quem já pagou o Pronaf A. Conforme ele,  mais de 90 pessoas devem receber este crédito, no limite de R$ 150 mil, conforme as condições de pagamento do beneficiado.
Birobiro também destacou a importância da Agricultura Familiar para a economia do município de Paranaíta e ressaltou que muitas vezes a classe política se esquece de valorizá-la. “A gente escuta se falar em usina e usina, de Royalties e a  agricultura e pecuária não são vistas com importância. Esquecem que esses segmentos vão estar sempre no município, ajudando no seu crescimento. Esse povo é quem sempre manteve o município”, pontua o parlamentar.

Comente esta notícia

Rua Ivandelina Rosa Nazário (H-6), 97 - Setor Industrial - Centro - Alta Floresta - 78.580-000 - MT

(66) 3521-6406

[email protected]