Quarta-feira, 19 de Junho de 2024

Política Sábado, 18 de Maio de 2024, 16:56 - A | A

18 de Maio de 2024, 16h:56 - A | A

Política / História

Luiz Bertoldi: pioneiro e campeão de votos

Na primeira eleição de Alta Floresta, ele foi eleito com 534 votos



Ilson Machado
Mato Grosso do Norte

O pioneiro alta-florestense, Gercino Luiz Bertoldi, hoje com 80 anos, é um baú de história dos primórdios de Alta Floresta. Catarinense da cidade de Brusque-SC, viveu grande parte da sua vida em Naviraí-MS, de onde saiu em 1977 com destino a Alta Floresta.
Exatamente no dia 20 de novembro daquele ano seu Luiz, nome pelo qual é mais conhecido, desembarcou em um local até então para ele, desconhecido.
Em sua aventura de desbravador trouxe consigo a esperança e a fé, sempre acreditando que tudo daria certo e o sonho de progresso se tornaria realidade.
Com tino empresarial instalou no vilarejo a primeira auto elétrica “Auto Elétrica Radar”, empresa de espaço físico pequeno naquela época, mas com um administrador gigante. Logo de começo, já contratou oito funcionários.
Gercino Luiz Bertoldi pode ser considerado um grande visionário. Dia 20 de janeiro de 1978, instalou residência fixa em solo de Alta Floresta, mesmo sendo ainda um pequeno povoado sem prefeitura. A administração da cidade era toda feita pela Colonizadora INDECO, que era a responsável para atender a demanda e suprir as necessidades das primeiras famílias de pioneiros.
Esse trabalho de atendimento por parte da empresa durou até o dia 18 de dezembro de 1979, quando Wanderley Alves Pereira foi nomeado prefeito de Alta Floresta, assumindo o leme que conduzia a próspera cidade ao desenvolvimento.
No ano de 1982 aconteceu no município a primeira eleição para escolha através do voto, de vereadores e prefeito. Seu Luiz foi lançado como candidato a vereador. Por ser proprietário da Radar, se tornou muito conhecido.
“Eu nem fiz campanha. O pessoal chegava para consertar o carro, pedia comida, como eu servia comida para meus funcionários, já dava um almoço para o pessoal. Peguei um senhor da Comunidade da 1º Norte (próximo ao campo da ponte preta) me pediu uns santinhos, eu dei, ele começou a distribuir e no dia das eleições, apesar de sermos 60 candidatos a vereador e 5 candidatos a prefeito, só dava eu”, lembra Luiz.

Com mandato de 6 anos, dois ele atuou como Presidente do legislativo


Três dos candidatos a prefeito conseguiram 300 e poucos votos. Luiz, como vereador, foi eleito com 534 votos.
“Naquele tempo, isso era um grande feito. Carlinda, Paranaíta, Nova Monte Verde, Nova Bandeirantes e Apiacás eram distritos de Alta Floresta. Portanto, todos vinham votar na cidade-sede”, lembra.
Seu Luiz arrisca dizer o nome de 5 dos noves que foram eleitos naquele pleito. “Eu (Luiz), João Teixeira, Valdemar Hartwyng, Alfredo Alves e Romoaldo Júnior.
Os vereadores eleitos elegeram Luiz como Presidente da Câmara Municipal. Ele conta que foi até Cambé-PR, buscar informações sobre como administrar uma casa de Leis, pois não tinha conhecimento de como isso era feito. Com mandato de 6 anos, dois ele atuou como Presidente do legislativo.
A esposa de Seu Luiz a Srª. Irene Hisayo Hirota Bertoldi, que recebeu este ano da Câmara de Vereadores, a comenda de “Mulher Destaque”, recorda os primeiros anos de Alta Floresta com muita saudade.
Ela que, chegou por volta do meio dia e às 14h já estava trabalhando na secretaria da Escola Furlani da Riva.
“Todo mundo conhecia todo mundo naqueles anos. Éramos uma grande família, apesar de ser um tempo difícil, porque sempre faltava luz, gás, comida, produtos que eram trazidos por caminhões e devido as estradas serem precárias com muitos atoleiros, as mercadorias levavam dias para chegar. Mesmo assim, a gente era feliz e sempre que podíamos fazíamos festa e era alegria geral”, relembra.

Comente esta notícia

Rua Ivandelina Rosa Nazário (H-6), 97 - Setor Industrial - Centro - Alta Floresta - 78.580-000 - MT

(66) 3521-6406

[email protected]