Quarta-feira, 19 de Junho de 2024

Atualidades Sábado, 18 de Maio de 2024, 17:00 - A | A

18 de Maio de 2024, 17h:00 - A | A

Atualidades / Alta Floresta 48 anos

O hino que encanta Alta Floresta...

Escrito pelo piloto e bioquímico Rui Ramos, o hino “Mato Grosso meu sertão querido encanta as gerações de Alta Floresta, desde o início da cidade



Ilson Machado
Mato Grosso do Norte

Alta Floresta [de Sertão Querido...] hoje é uma cidade que desponta imponente como um grande polo de desenvolvimento. Mas vale lembrar que na época em que a clareira estava sendo aberta muitos desbravadores uniram as mãos, fazendo parte da colonização da cidade, a exemplo do Dr. Rui Ramos, que veio para a região no final da década de 70, a convite do colonizador Ariosto da Riva. Dr. Rui Ramos era um grande aviador e foi o primeiro bioquímico a pisar em solo altaflorestense.
Foi ele quem viu o município do alto e sempre criativo, teve a plausível ideia de criar algo que pudesse marcar a história da terra prometida. Foi então que nasceu a “Canção de Alta Floresta”. Uma música que veio fortalecer as raízes culturais de um local sem uma língua com sotaque específico.

Mesmo que não seja oficialmente o hino de Alta Floresta, a música já é cantada de coração por todos como se fosse seu hino oficial


Devido a miscigenação, os hábitos, bem como os costumes eram variados na Alta Floresta que estava nascendo em 1976, mas aquela melodia simples, composta por alguém que, hora sim, cortava os céus com seu avião, hora sim, estava manipulando remédios, se tornou o símbolo maior de uma cidade que tem um povo desbravador e destemido, que se orgulha da canção que ganhou.
Mesmo que não seja oficialmente o hino de Alta Floresta, a música já é cantada de coração por todos como se fosse seu hino oficial. Além da autoria da letra e melodia da “Canção de Alta Floresta”, o Dr. Rui Ramos, sempre se destacou com grande prestígio na sociedade altaflorestense. Seu nome sempre teve grande expressão. A confirmação pode ser constatada na biblioteca da cidade, a qual em forma de homenagem traz o nome do desbravador “Biblioteca Municipal Dr. Rui Ramos”.
O advogado e cantor Gabriel Navarro se orgulha de ser o interprete oficial da Canção. “Eu tive a grata satisfação de ainda na década de 90, fazer uma gravação em CD - Compact Disc, a pedido do pessoal da INDECO. Então naquela época fizemos a gravação no estúdio do Mauro Batista e até hoje, o pessoal acha que é o hino de Alta Floresta”, disse Gabriel.
O advogado ainda fala o porquê da “Canção de Alta Floresta” não ter sido reconhecida como hino oficial do município. “Ainda não houve essa regulamentação. Seria bom frisar, que apesar da música ter para muitas pessoas uma conotação de hino, a “Canção de Alta Floresta”, nunca teve seus requisitos preenchidos no que se diz respeito ao cumprimento dos critérios comumente praticados para instituição dos hinos oficiais. Para você ter uma ideia, em 1991, a cidade tinha só 15 anos. O nosso saudoso secretário de cultura na época, Agostinho Bizinoto, amparado pela Lei Municipal nº 342/91, criada pelo então vereador Zilbo Fortes, e sancionada pelo prefeito Elói Luiz de Almeida, fez um concurso para a criação do hino de Alta Floresta. A Lei autorizava a contratação do serviço de um compositor, ou a realização de um concurso de compositores para a escolha do hino do município, mas a comissão avaliadora do concurso julgou todas as composições e avaliou que nenhuma das músicas apresentadas estavam dentro das características de hinos propostos”, recorda Gabriel Navarro.

foto/Mato Grosso do Norte

foto

Dr. Gabriel Navarro- intérprete 


De 1991 até 2008 nenhum concurso mais foi feito e a “Canção de Alta Floresta” continua sendo executada facultativamente nas cerimônias oficiais do município, nas cerimônias em unidades escolares, esportivas e culturais.
Em 2008 foi criado o Projeto de Lei nº 020/2008 de autoria do ex-vereador Paulo Florêncio para instituir “Canção de Alta Floresta” como hino oficial do município. Mas devido a falta dos requisitos exigidos para que a música pudesse se tornar hino, houve a discordância de alguns vereadores que legislavam naquele ano. O projeto teve reprovação e foi tirado de pauta.
Gabriel Navarro, com o semblante cheio de esperança fala: “O bom mesmo era fazer pequenas modificações na “Canção de Alta Floresta” e oficializá-la como hino, uma vez que todos já conhecem a letra e a melodia e cantam juntos”.
“Mato Grosso meu sertão querido
Teles Pires, Rio Carlinda, Alta Floresta
Queira Deus que eu viva mais um pouco
Só para ver o milagre deste povo.”

Comente esta notícia

Rua Ivandelina Rosa Nazário (H-6), 97 - Setor Industrial - Centro - Alta Floresta - 78.580-000 - MT

(66) 3521-6406

[email protected]