Sexta-feira, 24 de Maio de 2024

Caderno B Quinta-feira, 29 de Dezembro de 2022, 14:46 - A | A

29 de Dezembro de 2022, 14h:46 - A | A

Caderno B / CINCO PERGUNTAS

Leveza pura

Débora Bloch exalta a cultura sertaneja e se diverte com as atrocidades da vilã Deodora de “Mar do Sertão”



POR GERALDO BESSATV PRESS    

          O jeito bem-humorado, a fina ironia e a indefectível gargalhada de Débora Bloch são conhecidas do grande público. Essas características, porém, estavam um tanto quanto ausentes dos últimos trabalhos da atriz na tevê aberta. Mergulhada na densidade de produções como “Onde Nascem os Fortes” e “Segunda Chamada”, Débora viu no convite para viver a ambiciosa Deodora de “Mar do Sertão” uma chance de retomar sua verve cômica na pele de Deodora, uma vilã que sempre tropeça nas próprias armações. “Deodora é uma delícia. Ela é má sem qualquer pudor e essa é a graça dela. Apesar de ser extremamente poderosa, a prepotência acaba fazendo com que ela seja vítima dos próprios planos”, entrega.   

           Mineira de Belo Horizonte, aos 59 anos Débora mantém sua curiosidade artística intacta, em uma trajetória voltada para a pluralidade de gêneros e tipos. Filha do ator Jonas Bloch e na tevê há pouco mais de 40 anos, ela conseguiu driblar o posto de mocinha de tramas como “Jogo da Vida” e “Sol de Verão” ao ser reconhecida por sua forte verve cômica em trabalhos como “Cambalacho” e no humorístico “TV Pirata”.

No início dos anos 1990, empolgada com a reestruturação do setor de teledramaturgia do SBT, saiu da Globo para protagonizar “As Pupilas do Senhor Reitor”.

Na volta à emissora onde desenvolveu a maior parte de sua carreira, procurou por projetos mais diversificados e se destacou em produções como “Salsa e Merengue”, “A Invenção do Brasil”, “Cordel Encantado”, “Avenida Brasil” e nas recentes “Justiça” e “Onde Nascem os Fortes”.

“Quando a gente faz o que gosta, tudo é diferente. Mantenho uma relação sadia e produtiva com a Globo. Quando acho que já fiz de tudo um pouco, chega algum convite maravilhoso e inusitado. Eu vou só aproveitando!”, empolga-se.

P – Você está distante das novelas desde 2015. O que a fez voltar aos projetos de longa duração em “Mar do Sertão”?

R – Só me dei conta do tempo que fiquei longe dos folhetins quando acertei minha participação para viver a Deodora. Porém, em nenhum momento esse afastamento foi proposital. Aconteceu que fui convidada para vários projetos de séries, fui emendando uma coisa na outra e vivendo diversas personagens interessantes. Estava me sentindo muito satisfeita artisticamente e envolvida com trabalhos como “Justiça” e “Segunda Chamada”. Quando li o roteiro de “Mar do Sertão”, vi que além de retornar às novelas, era uma forma de voltar a fazer algo mais leve.

Esse amor, inclusive, é utilizado como desculpa para que ela cometa grandes atrocidades

P – Tem se divertido na pele da vilã?

R – Muito! A Deodora é uma mulher prepotente, muito apegada ao dinheiro e à riqueza da família. Ela é também bastante equivocada e acha que as pessoas com menos dinheiro são menos importantes. Porém, apesar de ela ser objetiva e articulada, seus planos nunca saem como o previsto. É uma vilã que sempre se lasca [ER1]e que tem um ponto fraco: o filho, Tertulinho (Renato Góes).

P – É o amor materno que a humaniza?R – Sim. É o filho que enche o coração da Deodora. Ela o mima e o protege de todos os males. Esse amor, inclusive, é utilizado como desculpa para que ela cometa grandes atrocidades. Ele acaba sendo um reflexo dessa criação.

P – Você tem interpretado diversas mulheres sertanejas em trabalhos recentes. Como avalia essas escalações?

R – Eu amo. O Sertão é um lugar muito especial. Infelizmente, não cheguei a viajar para lá nesta novela, mas passei algumas temporadas na região gravando “Justiça” e “Onde Nascem os Fortes”. É um lugar especial, com uma cultura muito forte e pessoas incríveis. Acho lindo a televisão valorizar esse lado tão profundo do Brasil. Aproveito a convivência com o elenco para treinar o sotaque.

P – É uma questão que a preocupa na preparação?

R – Sempre. Existem diferenças de acordo com o estado e a região. Por sorte, “Mar do Sertão” conta com muitos atores nordestinos maravilhosos que dão uma autenticidade e um axé a mais para a novela! São profissionais que estão sendo apresentados ao grande público agora e é lindo acompanhar esse início e ouvi-los atentamente para caprichar nas cenas (risos). 

“Mar do Sertão” – Globo – de segunda a sábado, às 18h20.

Comente esta notícia

Rua Ivandelina Rosa Nazário (H-6), 97 - Setor Industrial - Centro - Alta Floresta - 78.580-000 - MT

(66) 3521-6406

[email protected]