Quarta-feira, 19 de Junho de 2024

Caderno B Sexta-feira, 26 de Abril de 2024, 09:01 - A | A

26 de Abril de 2024, 09h:01 - A | A

Caderno B / VITRINE

Inversão de papéis

Acostumado a ser entrevistado pelo “Sem Censura” na TV Brasil, Hugo Bonemer se destaca como debatedor do programa em nova fase



por Márcio Maio TV Press      

Ter de se reinventar faz parte da trajetória de muitos profissionais de tevê, incluindo os atores. As incertezas entre testes de escalações fazem com que alguns acabem enveredando por caminhos alternativos. Hugo Bonemer já atua como apresentador do canal Like, da Claro, há seis anos. E desde a estreia do novo “Sem Censura”, dá expediente na bancada do talk show comandado por Cissa Guimarães na TV Brasil.

Foquei na vida como apresentador nos últimos anos porque ela é mais estável que a profissão de ator. Não abandonei, mas não tinha tempo hábil para me dedicar a uma temporada de teatro, por exemplo. Agora, isso mudou. Este ano, volto a dedicar mais tempo à atuação”, promete.     

  O convite para o “Sem Censura” veio do próprio diretor do programa, Bruno Barros, que também já esteve à frente das câmeras no mesmo programa, entre 2017 e 2020.

 Não abandonei, mas não tinha tempo hábil para me dedicar a uma temporada de teatro

Ele me chamou para um papo, sugerindo primeiro que eu fosse um colunista, entrando alguns minutos para passar uma agenda cultural ou de sustentabilidade”, revela Hugo. Não demorou, porém, para que o maringaense ganhasse mais espaço no projeto. “O formato foi evoluindo e, por fim, Bruno quis que eu fosse alguém presente no programa todo, debatendo com os demais convidados e ajudando o papo a circular”, conta.   

    A experiência, até agora, segundo o próprio debatedor, tem sido única. Principalmente pelos nomes que vêm passando pelo “Sem Censura”. “A curadoria dos convidados tem sido excelente. Por não ter comerciais, dá muito tempo para o entrevistado falar e interagir com a roda”, analisa.

A preparação de cada dia, no entanto, é fundamental. Para isso, ele conta com a ajuda da própria produção. “Recebo uma pesquisa de cada um que vai e estudo por ali. Chegam também sugestões de perguntas que a Cissa irá fazer e devo fugir delas, criando outras novas”, explica.     

  O fato de se tratar de um programa ao vivo não chega a trazer insegurança. Pelo próprio discurso de Hugo, a impressão é de que essa é uma característica que torna sua rotina até mais instigante. Afinal, no canal Like, as gravações acontecem com bastante antecedência.

É diferente. Como o ‘Sem Censura’ é ao vivo, conseguimos ter uma interação com o público a partir do WhatsApp do programa e das redes sociais”, conta Bonemer.     

  Antes de se aventurar na bancada do “Sem Censura” como debatedor, o programa já fazia parte da vida de Hugo. Só que como telespectador e também em diversas vezes que esteve lá como convidado.

É um programa que sempre deu voz aos artistas que lançavam algum trabalho novo”, enaltece. Hoje, ele avalia que a experiência na tevê fechada foi crucial para essa nova etapa de sua trajetória profissional.

O canal Like me preparou para o ‘Sem Censura’, pois foi onde entrevistei estrelas como Justin Timberlake, Angela Bassett e Lima Duarte. E onde tenho consumido muito conteúdo cultural nos últimos seis anos”, avalia.  

Sem Censura” – TV Brasil – Segunda a sexta, às 16h.

Comente esta notícia

Rua Ivandelina Rosa Nazário (H-6), 97 - Setor Industrial - Centro - Alta Floresta - 78.580-000 - MT

(66) 3521-6406

[email protected]